-Publicidade-

Suíça nega pedido de uso emergencial de vacina da AstraZeneca

Para justificar decisão, país alega falta de informações
Fiocruz administra o imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford | Foto: Divulgação
Fiocruz administra o imunizante desenvolvido pela Universidade de Oxford | Foto: Divulgação | fiocruz - vacina contra a covid-19 - pedido de uso definitivo da vacina
fiocruz - vacina contra a covid-19 - pedido de uso definitivo da vacina
Suíça é o primeiro país europeu a negar o uso temporário do imunizante da Oxford | Foto: Divulgação

Nesta quarta-feira, 3, a agência de saúde da Suíça negou pedido para aprovação do uso emergencial da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. O motivo, segundo a “Anvisa” suíça, é a falta de informações.

“No que diz respeito à vacina da AstraZeneca, os dados apresentados e analisados até agora não são suficientes para permitir a autorização. Para obter mais informações sobre a segurança, a eficácia e a qualidade [da vacina], são necessários dados adicionais de novos estudos”, informou a SwissMedic em nota.

A Suíça é o primeiro país europeu a negar o uso temporário do imunizante desenvolvido pela AstraZeneca. Outros governos do continente, como os da França, Alemanha, Itália, Suécia e Polônia, só haviam até então desaconselhado o uso da vacina em idosos.

Leia também: “Covid-19: Oxford afirma que sua vacina é 76% eficaz por três meses após uma dose”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês