Demarcação de terras indígenas: STF suspende julgamento

Ministro relator, Edson Fachin deve concluir a leitura de seu voto na quinta-feira 9
-Publicidade-
Indígenas estão em Brasília desde o final de agosto esperando o desfecho do julgamento no STF | Foto: Antonio Molina/Estadão Conteúdo
Indígenas estão em Brasília desde o final de agosto esperando o desfecho do julgamento no STF | Foto: Antonio Molina/Estadão Conteúdo

Pela quarta sessão consecutiva, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, suspendeu o julgamento sobre a demarcação de terras indígenas no país. O tema está em plenário desde 26 de agosto.

“Aldo Rebelo: ‘Sem o marco temporal, haverá tempestade de reinvindicações”, entrevista publicada na Edição 76 da Revista Oeste 

O relator do caso, ministro Edson Fachin, iniciou nesta quarta-feira, 8, seu parecer em relação ao assunto, porém, o avançar da hora o impediu de concluir seu voto. No entanto, os argumentos apresentados pelo ministro já demonstram uma posição favorável aos indígenas. Assim, ao que tudo indica, ele deve repetir a conclusão feita no julgamento do plenário virtual em junho: pela derrubada do marco temporal.

-Publicidade-

Leia também: “Produtor está há 9 anos com terra invadida por indígenas: ‘Eu tomo remédio para dormir’”

Depois do voto de Fachin, a previsão é que os outros ministros façam suas apresentações por ordem de chegada à Corte, começando pelo mais recente, o ministro Kassio Nunes Marques.

Para entender mais sobre o que está em jogo caso a tese do marco temporal seja derrubada pelo STF, leia “Soberania ameaçada”, reportagem especial da edição 76 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários

  1. Vamos, por hipótese, admitir que esses inomináveis indivíduos decidam devolver o país aos índios. O que acontecerá no dia seguinte? Nada absolutamente. E será mais uma desmoralização deste tribunal, além de jogar esses nativos contra toda a população do país, o que não será nada agradável a eles.

  2. O que ainda me dá algum conforto é que esses desgraçados mesmo tendo todo poder, vinho e lagostas etc, não podem sair as ruas, são odiados pelo povo brasileiro e nunca mais terão paz e respeito da população, a tendência é cada vez mais o repúdio a esses seres aumentarem, esta corte perdeu totalmente o prestígio ao soltar um bandido e prender cidadãos de bem que expressaram sua opinião!

    Brasil acima de tudo e Deus acima de todos!!!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro