Desemprego tem segunda queda seguida e fica em 14,1%

Número de pessoas trabalhando aumentou 4,8% e chegou a 85,6 milhões no trimestre encerrado em novembro
-Publicidade-
Trabalhadores em linha de produção em Franca (SP)
Trabalhadores em linha de produção em Franca (SP) | Foto: Sebastião Moreira/Estadão Conteúdo

A taxa de desemprego no Brasil ficou um 14,1% no trimestre encerrado em novembro, a segunda queda seguida em 2020. Os dados são do IBGE e foram divulgados nesta quinta-feira, 28. No trimestre encerrado em agosto a taxa ficou em 14,4%.

Na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior (11,2%), o aumento é de 2,9 pontos percentuais. O número de desempregados é estimado em 14 milhões.

Leia mais: “Startup, Madeira Madeira abrirá 120 lojas físicas”

-Publicidade-

Já o número de pessoas trabalhando aumentou 4,8% e chegou a 85,6 milhões. São 3,9 milhões de pessoas a mais no mercado de trabalho em relação ao trimestre anterior. Com isso, o nível de ocupação subiu para 48,6%.

De acordo com a analista da pesquisa, Adriana Beringuy, o crescimento é explicado pelo retorno das pessoas ao mercado após a flexibilização das medidas contra a covid-19 e pelo emprego temporário de fim ano, especialmente no comércio.

O aumento na ocupação atingiu nove dos dez grupos de atividades observados na pesquisa, mas foi mais intenso no Comércio: mais 854 mil pessoas passaram a trabalhar no setor no trimestre encerrado em novembro.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.