-Publicidade-

Doria define igrejas como atividades essenciais

Governador de SP assina decreto em favor de instituições religiosas
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB)
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) | Foto: Reprodução/Instagram

Igrejas e demais atividades religiosas passam a ser reconhecidas como atividades essenciais no Estado de São Paulo. A notícia foi confirmada pelo governador João Doria (PSDB). Ele assinou decreto a respeito nesta segunda-feira, 1º de março.

Leia mais: “Weber atende a pedido de Estados e pressiona governo”

“Assinei decreto que passa a considerar como essenciais as atividades religiosas de qualquer natureza”, anunciou Doria em mensagem divulgada nas redes sociais. O tucano avisou que manifestações religiosas não poderão ocorrer de qualquer jeito. De acordo com ele, o funcionamento de igrejas e outros estabelecimentos ocorrerão desde que sejam “obedecidas as determinações sanitárias e os protocolos de saúde”.

Assinado por Doria, o decreto será publicado no Diário Oficial estadual e entrará em vigor a partir de terça-feira 2. Dessa forma, igrejas evangélicas entram, por exemplo, na mesma categoria de farmácias e supermercados, que podem seguir funcionando mesmo diante de restrições impostas pelo governo estadual.

“A oração ajuda a aumentar resiliência e esperança em relação ao futuro”

“As igrejas têm papel fundamental, sim, e deverão seguir as orientações sanitárias como ocupação limitada dos assentos, distanciamento social, tomada de temperatura e uso obrigatório de máscara”, comentou Doria ao conceder entrevista coletiva. “A oração ajuda a aumentar resiliência e esperança em relação ao futuro”, prosseguiu o governador — que não considera restaurantes como atividades essenciais.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.