Em alerta com aumento de casos, prefeitura do Rio adia flexibilização

Cidade é considerada o epicentro da variante Delta do coronavírus no Brasil
-Publicidade-
Cidade do Rio de Janeiro sofre com novo pico de casos de covid-19
Cidade do Rio de Janeiro sofre com novo pico de casos de covid-19 | Foto: Wilton Junior/Estadão Conteúdo

Diante do aumento de casos e internações por covid-19, a prefeitura do Rio de Janeiro decidiu adiar o início da nova etapa de flexibilização das medidas restritivas, que estava programado para o dia 2 de setembro. As informações são do jornal O Globo.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde da capital fluminense, as recomendações do comitê científico que analisa as medidas de combate à pandemia serão cumpridas. Com isso, a etapa inicial do cronograma de abertura, planejada para quando 45% da população estivesse vacinada com as duas doses, só será implementada quando esse porcentual atingir 50%.

Leia mais: “Falta de doses faz prefeitura do Rio adiar vacinação de adolescentes”

-Publicidade-

“Vamos acatar o novo calendário elaborado pelo comitê. Além disso, o cenário epidemiológico ainda é muito incerto”, admitiu o secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz.

O Rio é considerado, neste momento, o epicentro da variante Delta do novo coronavírus e enfrenta um novo pico de casos de covid-19. Segundo a prefeitura, a cidade tem hoje 45,8% dos adultos totalmente imunizados.

Leia também: “Prefeito do Rio vai punir servidores que recusarem a vacina anticovid”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro