‘Guarde uma máscara para o Natal’, diz membro do Centro de Contingência do governo de SP

Governador João Doria endureceu ainda mais medidas de isolamento no Estado
-Publicidade-
O membro do Centro de Contingência covid-19 do Governo de São Paulo, José Medina
O membro do Centro de Contingência covid-19 do Governo de São Paulo, José Medina | Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

O governador João Doria (PSDB) e seu comitê de “gestores da pandemia” impuseram medidas ainda rígidas para todo o Estado de São Paulo.

Durante a coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, 11, o médico nefrologista e membro do Centro de Contingência covid-19 do Governo de São Paulo, José Medina, explica que mesmo quem já foi vacinado, deve ter “consciência”, pois o efeito da vacina não é instantâneo. “De qualquer forma, é importante que todos nós tenhamos consciência de que a vacina não funciona como uma picada de cobra. Não é que se toma uma picada de manhã ela faz efeito à tarde. Ela demora um mês ou dois meses para ter efeito.”

-Publicidade-

Leia também: “‘Até quando podemos aguentar essa irresponsabilidade do ‘lockdown’?’, questiona Bolsonaro”

Ainda, o membro do Centro de Contingência acredita que nem mesmo no final do ano será possível dispensar o uso de máscara. E faz um alerta: “Então, é possível que até o Natal nós vamos ter que tomar bastante cuidado, eu até recomendo que se guarde uma máscara para o Natal porque é possível que nós tenhamos que utilizar ainda máscara até o Natal.”

Não perca o artigo de J.R. Guzzo: “Gestores da pandemia”

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.