Hackers invadem site do Ministério da Saúde e comprovantes de vacinação desaparecem do sistema

O Lapsus$ Group assumiu a autoria do ataque cibernético
-Publicidade-
Os responsáveis pedem para que seja feito um contato através de uma conta do Telegram ou e-mail
Os responsáveis pedem para que seja feito um contato através de uma conta do Telegram ou e-mail | Foto: Reprodução

Hackers invadiram o site do Ministério da Saúde na madrugada desta sexta-feira, 10.

Até o começo da manhã, ao tentar acessar o portal, os usuários encontravam o seguinte recado: “Os dados internos dos sistemas foram copiados e excluídos. 50 TB (Terabyte) de dados estão em nossas mãos.”

Plataformas como DataSUS, Painel Coronavírus e Conecte SUS também foram atingidas. Depois do ataque o site saiu do ar.

-Publicidade-

O Lapsus$ Group assumiu a autoria do ataque cibernético. Os responsáveis pedem para que seja feito um contato através de uma conta do Telegram ou e-mail, “caso queiram o retorno dos dados”.

Geralmente quando isso acontece, o pedido de “resgate” para restabelecimento do acesso é feito em criptomoedas — moeda virtual.

No topo da página, há um aviso de “ransomware” — software intencionalmente feito para causar danos a um servidor.

Até o momento, não há informações sobre como o ataque de hackers foi realizado. O Ministério da Saúde também ainda não se pronunciou.

As pessoas que tentam acessar o Conecte SUS para ter acesso ao comprovante de vacinação também não conseguem obter o certificado. As informações sobre as doses da vacina não aparecem mais no aplicativo.

O DataSUS é um órgão da Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, com a responsabilidade de coletar, processar e disseminar informações sobre saúde. Já o Painel Coronavírus traz o mapeamento da doença no País.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

12 comentários Ver comentários

      1. Fabio, estás corretíssimo, o FDP que está te criticando é maís um babaca pobre metido a elite.

  1. No governo de quem prometia que o metiolate voltaria a arder, nunca vi tanta desordem e tanto bandido livre leve e solto para prejudica-lo e prejudicar o Brasil. Quem faz isso com questões da saúde deveria ser enforcado em praça pública, mas aqui, nem se pegarem serão presos, pois atenderão os próprios anseios da justiça, de causar um caos. O presidente de rabo preso pq seu filho fez o q quase todos os políticos fazem, a rachadinha, e as forças armadas mansas e corrompidas também. Socorro

    1. Fabyo, V. entrou no vagão errado do trem errado – vai fazer esse tipo de comentário lá nos Antas, na Phoice SP, no Estadão, na Veja, etc. – o público aqui é bem informado, lúcido, esclarecido e não dá trela para essas coisas que V. escreveu – aqui você é um estranho no ninho.

  2. Socorro Barroso Chapolin. Venha nos salvar. Não contavam com minha astúcia? E agora o meu certificado de vacina? Será que pode ser emitido pelo TSE do Barroso?

  3. O super herói supremo “BARROSINHO” aquele das urnas invioláveis já foi acionado para salvar o MS dos Hackers.
    Somente as urnas eletrônicas e os computadores do TSE não sofrem mais este tipo de ataque.

  4. Creio que o governo federal esteja preparado para esse tipo de chantagem. Se não está, sinto muito. Resta saber se esses hackers irão alterar alguns dados desses arquivos ou se esses dados estão salvos em algum outro dispositivo. Palpite de “especialista em nada”.

    1. Você acha que eles vão sujar seu próprio quintal.
      Não tenho dúvidas de que a origem está cheia de bandeirinha vermelha, mortadela e recados do pt, PSOL, e correlatos.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.