Janssen pede à Anvisa aprovação da dose de reforço contra covid-19

Segundo a farmacêutica, aplicação de reforço dois meses depois da primeira dose aumenta níveis de anticorpos em até seis vezes
-Publicidade-
Janssen pediu autorização à Anvisa para dose de reforço no Brasil
Janssen pediu autorização à Anvisa para dose de reforço no Brasil | Foto: Sgt. Sebastian Rothwyn/U.S. Army National Guard/Divulgação/Flickr

A Janssen anunciou no domingo 21 que submeteu à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o pedido de autorização de uma dose de reforço de sua vacina contra a covid-19.

De acordo com a farmacêutica, a solicitação à agência regulatória sanitária do Brasil prevê a aplicação da dose adicional pelo menos dois meses depois da vacinação primária. O imunizante da Janssen contra a covid-19 é de dose única.

Segundo a companhia, evidências científicas revelam que a aplicação de uma dose de reforço dois meses depois da primeira dose pode aumentar os níveis de anticorpos em até seis vezes.

-Publicidade-

No pedido submetido à Anvisa, a Janssen ainda sugere a aplicação de sua vacina como dose de reforço heterólogo depois da conclusão da vacinação primária com imunizantes de RNA mensageiro, como a da Pfizer.

Nos Estados Unidos, a vacina da Janssen já obteve autorização da Food and Drug Administration (FDA), equivalente à Anvisa, para aplicação da dose de reforço.

A Anvisa autorizou o imunizante da Janssen, para uso emergencial, em março de 2021.

Queiroga dá sinal verde à Janssen

Na semana passada, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que a vacina da Janssen, aplicada em dose única no país, provavelmente terá a dose de reforço liberada. Apesar do anúncio, a pasta não divulgou maiores detalhes.

“No início, a recomendação era que essa vacina fosse de dose única. Hoje, nós sabemos que é necessária essa proteção adicional. Então, esses que tomaram a vacina da Janssen vão tomar a segunda dose do mesmo imunizante”, disse Queiroga. “Como nós temos quantitativos de vacina, não vai ser um esforço muito grande. Lá na frente, a sequência é: completou cinco meses da segunda dose, receberá a dose de reforço”, completou o ministro.

Ainda de acordo com Queiroga, o avanço dos estudos científicos mostraram que “o conceito é que a Janssen também requer duas doses para a vacinação primária”. “As evidências científicas vão sendo construídas com o tempo”, explicou.

Na bula do imunizante registrada na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina da Janssen prevê administração “apenas em dose única de 0,5 mililitro”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.