Ministério da Saúde projeta 400 mil doses da Sputnik V até o fim de março

Imunizante russo ainda não obteve registro junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)
-Publicidade-
Governo brasileiro pretende contar com 10 milhões de doses do imunizante russo até maio
Governo brasileiro pretende contar com 10 milhões de doses do imunizante russo até maio | Foto: Adriana Toffetti/Estadão Conteúdo

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira, 3, que deve receber 400 mil doses da vacina russa Sputnik V, contra a covid-19, ainda neste mês de março. De acordo com a pasta, o país deve contar com 10 milhões de doses do imunizante até maio deste ano.

A estimativa representa uma mudança em relação ao cronograma com o qual o governo brasileiro vinha trabalhando. Até então, a expectativa era que as primeiras doses da vacina russa chegassem somente em abril, com a entrega final ficando para junho.

-Publicidade-

Leia também: “62% dos russos não querem ser imunizados com a Sputnik V, aponta pesquisa”

A Sputnik V ainda não obteve aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo o ministério, a negociação para a aquisição do imunizante está em “tratativas finais”. O contrato deve ser de quase R$ 640 milhões.

De acordo com o novo novo calendário, além das 400 mil doses importadas da Rússia ainda em março, mais 2 milhões virão em abril e, em maio, 7,6 milhões. O plano é que, com a transferência de tecnologia para a farmacêutica brasileira União Química, seja viabilizada a produção local da vacina, com estimativa de cerca de 8 milhões de doses por mês em breve.

Com informações do portal G1

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.