Moraes não deixa Jefferson ser transferido para hospital particular

'Verifica-se a plena capacidade do hospital penitenciário em fornecer o tratamento adequado ao preso', diz ministro do STF
-Publicidade-
Roberto Jefferson não poderá ser transferido para hospital particular
Roberto Jefferson não poderá ser transferido para hospital particular | Foto: Reprodução/Redes sociais

Em mais um revés para o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ), o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou nesta terça-feira, 26, um pedido apresentado pela defesa do presidente nacional do PTB para que ele fosse transferido para um hospital particular.

De acordo com o magistrado, “neste momento, verifica-se a plena capacidade do hospital penitenciário em fornecer o tratamento adequado ao preso, não havendo qualquer comprovação de que o seu estado de saúde exija nova saída do estabelecimento prisional”.

-Publicidade-

Apesar de ter rejeitado a transferência de Jefferson, o ministro do STF autorizou a visita de médicos particulares ao hospital penitenciário em que o ex-deputado está internado. Segundo Moraes, o laudo médico aponta “absoluta normalidade da situação médica do preso”.

“Como se vê, não há qualquer elemento que indique a necessidade de transferência da unidade prisional para hospital particular, havendo consignação expressa de que os procedimentos médicos necessários foram adotados adequadamente”, escreveu o magistrado.

No domingo 24, a Secretaria de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro informou que Roberto Jefferson havia sido internado e estava em observação no Pronto-Socorro Geral Hamilton Agostinho, no Complexo de Gericinó, desde a tarde deste sábado, 23. O ex-deputado teria pedido atendimento médico depois de se queixar de dores na lombar.

Ainda de acordo com a secretaria, Jefferson faria uma ultrassonografia nesta terça-feira e “está lúcido” e com “quadro clínico estável”. 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Acho que deveria ser transferido para um hospital psiquiátrico, porque há pouco tempo dizia que o Bolsonaro sentou na porta do cofre, onde não rouba e não deixa roubar, mas agora diz que o presidente e seus filhos gostam de dinheiro público. Pirou!
    Ou está querendo mudar de lado para ser solto pelo Xandão, a quem desafiou com um fuzil na mão, dizendo que com ele o buraco é mais embaixo?

  2. Um megacorrupto condenado por dois juizes de primeira instância e dois colegiados de segunda instância (por unanimidade), está à solta e é o provável próximo Presidente do Brasil a ser eleito pela urnas eletrônicas infraudáveis do sistema eleitoral mais transparente e confiável do mundo.

    Um megatraficante preso depois de uma longa e dispendiosa caçada, foi beneficiado por decisão monocrática em um HC, saiu pela porta da frente e fugiu imediatamente do país.

    Três pessoas estão presas preventivamente (inclusive um deputado federal), e uma está com prisão decretada, por crimes não tipificados e a partir de procedimentos judiciais que afrontam a própria Constituição que se supõe estar em vigor.

    E tudo isso tem origem na mesma Corte.

    Não há segurança jurídica para quem vive sob uma ditadura, e uma ditadura disfarçada é muito pior do que uma ditadura às claras. Não há a quem recorrer.

    Quem espera que eleições resolvam isso deve lembrar que não há eleições para o STF, cujos ministros têm cargos vitalícios. E temos, hoje, um indicado para a Corte que foi inviabilizado pela vontade de um único senador.

    Quem espera que o fim dessa ditadura venha de pressões externas, Cortes internacionais e outras inutilidades semelhantes, está precisando de uma boa revisão de História.

  3. Esse sujeito metido a ditador de toga, está entrando em um terreno pantanoso, está fazendo conclusões sobre uma área que não lhe diz respeito, mesmo que esteja escorado em algum relatório médico e digamos, médico de hospital-presídio, só falta ser um clínico geral, sem qualquer especialização. Mas como agora não existe ninguém acima de sua autoridade nesse botequim de quinta classe, se acontecer algo com o perseguido político, certamente, com toda certeza, nada lhe acontecerá que irá comprometer sua autoridade.

  4. E PENSAR QUE NENHUM DELES JAMAIS RECEBEU UM VOTO POPULAR!!! E PENSAR
    QUE O POVO PAGA DESDE SALÁRIOS, CAFEZINHO, PAPEL HIGIÊNICO, VINHOS,
    CAMARÕES NA MORANGA E OUTRAS MIUDEZAS. E PENSAR QUE CONSEGUEM POR
    A CABEÇA NO TRAVESSEIRO E DORMIR À NOITE!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.