Moraes prorroga inquérito sobre suposta interferência de Bolsonaro na PF

Prazo para a conclusão das investigações terminaria no dia 27 de julho
-Publicidade-
O ministro do STF Alexandre de Moraes prorrogou inquérito sobre Jair Bolsonaro por mais 90 dias
O ministro do STF Alexandre de Moraes prorrogou inquérito sobre Jair Bolsonaro por mais 90 dias | Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), prorrogou por mais 90 dias o inquérito que apura a suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal (PF). A investigação foi iniciada no ano passado pela Corte, que atendeu a uma recomendação da Procuradoria-Geral da República (PGR). As informações são da TV Globo.

A apuração da suposta interferência de Bolsonaro na corporação teve como base as denúncias feitas pelo ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro, ao deixar o governo.

Leia mais: “PF abre inquérito para investigar se Bolsonaro prevaricou no caso Covaxin”

-Publicidade-

O prazo para a PF concluir as investigações terminaria no dia 27 de julho. O STF ainda não definiu como será colhido o depoimento do próprio Bolsonaro — se será presencial ou por escrito.

“Considerando a necessidade de prosseguimento das investigações, nos termos previstos no art. 10 do Código de Processo Penal, prorrogo por mais 90 (noventa) dias, contados a partir do encerramento do prazo final anterior (27 de julho), o presente inquérito”, anotou Moraes em seu despacho.

Leia também: “PF pede que STF defina se Luis Miranda será investigado”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

  1. Este “adevogado” do PCC está de sacanagem, inquérito idiota aberto ano passado que até agora não chegou a nenhuma conclusão por motivos óbvios (não tem interferência nenhuma), prorrogar por mais 90 dias, não tem nada para fazer não idiota, quanto desperdício de tempo e do dinheiro do pagador de impostos. Eita banânia….

  2. O que seria a vida dessa gente asquerosa sem os pastéis de vento que saboreiam dia após dia, desde que o Bonoro subiu a rampa?
    Vão chorar sentados no meio-fio, cabeça entre os braços, até 2026.

  3. Se o Bolsonaro não está entendendo o que está acontecendo é grave. Ele entregará a faixa presidencial e será preso junto com os filhos. Vai acontecer com ele o que aconteceu com a presidente da Bolívia.

  4. “Interferência do Presidente na PF”, que é subordinada ao Ministério da Justiça. Mais uma narrativa absurda, criada na “Corte Soberana” (que reescreveu a Constituição Federal) apenas para desgastar o Presidente. Bolsonaro, para não passar uma imagem de autoritário, deixou que lhe usurpassem poderes legítimos do cargo que ocupa, e para o qual recebeu dezenas de milhões de votos, e deu carta branca a um ministro desleal. A fragilidade de Bolsonaro decorre das péssimas escolhas que fez para seu ministério no início do mandato. Dali saíram seus desafetos mais venenosos. Mas não foi ele o único surpreendido com tantos traidores. Acho que a maioria dos seus apoiadores também se surpreendeu.

  5. O próprio denunciante, o ex ministro Moro, afirmou que não estava acusando o PR de ter cometido crime (claro, para não ser acusado no futuro de denunciação caluniosa). Pelo visto, a investigação, até o momento, não conseguiu apurar nada de relevante. O ministro deve estar frustrado.

  6. Estamos ferrados com um corja no STF que deveriam estar limpando banheiro de rodoviária mas que está dando ordens, o pior é que não foram eleitos mas ficarão por décadas nos tentado nos enfiar o PT de Lula goela abaixo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site