‘Negócio orquestrado’ diz Bolsonaro sobre corte de gás da Bolívia

A Petrobras confirmou que a estatal boliviana YPFB reduziu o fornecimento de gás em 30% ao Brasil em maio
-Publicidade-
Bolsonaro reclamou na segunda-feira 23 sobre o corte no fornecimento de gás boliviano
Bolsonaro reclamou na segunda-feira 23 sobre o corte no fornecimento de gás boliviano | Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou na segunda-feira 23 a redução do fornecimento de gás natural pela estatal da Bolívia YPFB à Petrobras. Segundo o chefe do Executivo, o país vizinho e a estatal brasileira de petróleo agem juntos para prejudicá-lo e favorecer os seus rivais políticos.

“A Bolívia cortou 30% do nosso gás para entregar para a Argentina. Como agiu a Petrobras nessa questão também? O gás, se tiver que comprar de outro local, é cinco vezes mais caro. Quem vai pagar a conta? E quem vai ser o responsável?”, questionou o presidente.

Segundo Bolsonaro, isso “é um negócio que parece orquestrado para exatamente favorecer vocês sabem quem”, disse aos apoiadores em Brasília.

-Publicidade-

Corte no fornecimento de gás

Durante o mês de maio, a Petrobras vem recebendo cerca de 30% a menos da quantidade de gás natural contratada com a YPFB, confirmou a estatal na segunda-feira 23.

“Tal redução da ordem de 30% não estava prevista e implica a necessidade de importação de volumes adicionais de Gás Natural Liquefeito para atendimento aos compromissos de fornecimento da Petrobras”, explicou a companhia, em nota. A YPFB ainda não explicou o motivo do corte.

A Petrobras informou que a redução tem causado impacto no planejamento operacional da companhia e que está tomando as medidas necessárias para que o contrato seja cumprido.

Segundo fontes próximas ao assunto, o corte foi motivado pelo início do fornecimento de gás da Bolívia para a Argentina por preços melhores do que os praticados pela Petrobras.

Pelo novo contrato assinado com a YPFB, dos 20 milhões de metros cúbicos diários que eram fornecidos pelo gasoduto Bolívia–Brasil, estão sendo entregues apenas 14 milhões de metros cúbicos por dia à Petrobras.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. O maior culpado dessa situação como sempre, são o partido das trevas e seu chefe
    o maior ladrão do Brasil, entregou de mão beijada uma refinaria que não lhe pertencia,
    era da Petrobras, além de ser delapidada por essa corja, então nada vai mudar
    enquanto a Bolívia for comandada pela esquerda.

  2. O BRASIL NECESSITA DE VOCÊ! Assine no Moraliza.com o movimento contra a corrupcao. Precisamos nos unir para acabar com esses desmandos e reeleger nosso presidente para sermos finalmente uma Nacao

  3. Quem é a Bolívia na fila do pão ? vamos com represálias também dá o troco, se os esquerdopatas sem pátria não reagirem a favor dos cocaleiros , vamos votando 22 ..

  4. Se eles não cumprirem corta de vez todo abastecimento e faz eles enfiarem o gás e acender um fosforo, vende tudo lá para o pais comunista quebrado, culpa do Sr lula que entregou a eles de mão beijada a refinaria de gás que era nossa, cada absurdo e tem idiotas que querem este traste de volta..

  5. Tem que jogar pesado, pulso de ferro… Até agora urnas inalditáveis e recomendações das FA’s não acatadas… Se continuarmos dentro das “4 linhas” vamos perder, o Brasil vai perder… Existe uma estrutura fortíssima pra destruir o Brasil e colocar o carniça no poder… Espero que a reação venha logo ou então ficaremos a ver navios…

  6. – Adianta alguma coisa perguntar se há alguma clausula contratual que prevê punições por esse tipo de prática? É claro que não adianta.
    – Adianta alguma coisa ficar por aí se lamuriando pelos cantos e dizendo isso daí para as pessoas? Também não adianta.
    Então que tal promover retaliações contra esses cocaleiros? A primeira delas é recolher todos esses bolivianos que infestam as grandes cidades e devolvê-los para lá, aí eles vão cortar mais o gás, aí vem outra retaliação e assim por diante. Isso é guerra, simples assim. O que não se pode é ficar dependente desses vagabundos cocaleiros.

  7. Podemos comecar deportando milhares e milhares de bolivianos que vivem aqui no Brasil porque lá na m**** do país deles não tem emprego

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.