‘O povo tem de nos dar o norte sobre o que fazer’, diz Bolsonaro

Presidente volta a criticar o ministro Alexandre de Moraes, do STF, e diz que participará de atos no dia 7 de Setembro
-Publicidade-
Jair Bolsonaro voltou a criticar o ministro Alexandre de Moraes, do STF
Jair Bolsonaro voltou a criticar o ministro Alexandre de Moraes, do STF | Foto: Reprodução/YouTube

O presidente Jair Bolsonaro reiterou nesta terça-feira, 17, suas críticas contra os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso. Em entrevista à rádio Capital Notícia, de Mato Grosso, ele pediu ajuda da população para orientá-lo sobre qual é a melhor atitude a ser tomada.

“Continuamos dentro das quatro linhas [da Constituição]. Do lado de lá, já saíram das quatro linhas. Em alguns momentos já saíram. A gente espera que voltem para a normalidade, porque ninguém quer uma ruptura. Uma ruptura tem problemas internos e externos. O mundo pode levantar barreiras comerciais contra a gente, causar um caos aqui dentro. E eu tenho de agir dentro das quatro linhas, apesar de alguns, como Alexandre de Moraes e [Luis Felipe] Salomão [corregedor-geral] do TSE [Tribunal Superior Eleitoral], estarem fora das quatro linhas”, disse Bolsonaro.

Leia mais: “Bolsonaro: ‘Jamais seremos motivadores de qualquer ruptura’”

-Publicidade-

O presidente falou sobre as manifestações de seus apoiadores programadas para o dia 7 de setembro. “Agora, onde é o limite disso? Sou leal ao povo brasileiro, que vai estar na rua no dia 7 de Setembro. Tenho evento em Brasília. Não falei se vou participar ou não do evento de Brasília ou de São Paulo. Sou presidente e posso participar. O povo é que tem de nos dar o norte sobre o que devemos fazer”, completou Bolsonaro.

Leia também: “Governadores divulgam nota de apoio ao STF contra ‘ameaças e agressões’”

Na entrevista, o presidente voltou a criticar especialmente Moraes. “Não pode um ministro, no caso do Alexandre Moraes, que ele mesmo abre um inquérito, investiga, julga e prende, sem participação do Ministério Público [MP]. Ele abriu um inquérito sobre minha pessoa sem ouvir o MP. Vai fazer busca e apreensão na minha casa, sancionar nas redes minhas contas? Será que vai chegar a esse ponto?”, indagou Bolsonaro.

Leia também: “Aras abre apuração para avaliar se Bolsonaro cometeu irregularidades ao criticar urnas”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro