Paes confirma Carnaval no Rio: ‘Não vamos ficar como viúvas da pandemia’

'Quem vai fazer distanciamento no Carnaval? Fica até ridículo. Se tivesse, eu seria o primeiro a desrespeitar', afirmou o prefeito
-Publicidade-
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, entusiasta do Carnaval, confirmou a realização do evento em 2022
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, entusiasta do Carnaval, confirmou a realização do evento em 2022 | Foto: Beth Santos/Prefeitura do Rio

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), confirmou o início dos preparativos para o Carnaval da cidade em 2022. Contrariando o que disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz — que condicionou a realização do evento à diminuição das taxas de contágio pelo coronavírus —, Paes afirmou que o Rio está pronto para celebrar a maior festa popular do país.

“A única certeza que a gente tem é que estamos vacinando todo mundo e, com todo mundo vacinado, a vida volta ao normal. Quem vai ficar fazendo distanciamento no Carnaval? Fica até ridículo, pedindo um metro de distância. Se tivesse, eu seria o primeiro a desrespeitar”, ironizou o prefeito, descartando estabelecer um distanciamento mínimo durante o evento.

Leia mais: “‘Se continuar como está, teremos Carnaval’, diz prefeito de São Paulo”

-Publicidade-

“Não vamos ficar também como viúvas da pandemia, querendo que se tenha pandemia o resto da vida. A ciência avançou, venceu e permitiu que se abra. Então, vamos abrir, graças a Deus”, completou Paes, que é um torcedor assumido da Portela, uma das escolas de samba mais tradicionais do Brasil.

Leia também: “Paes comemora retomada do ‘passaporte da vacina’ no Rio”

O prefeito do Rio também comentou a obrigatoriedade de apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19 para o acesso a locais como restaurantes, bares, casas de espetáculo, cinemas, teatros e outros estabelecimentos comerciais — o chamado “passaporte da vacina”. A medida, que havia sido barrada na Justiça, foi restabelecida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux.

Leia mais: “Fux restabelece ‘passaporte da vacina’ no Rio de Janeiro”

“Pelo o que estou vendo, as pessoas estão muito colaborativas. Ações agora são para abrir, voltar ao normal. Minha filha mesmo foi a uma festa na sexta-feira, grande, e teve de fazer teste antes. E as pessoas estão respeitando. Fazem felizes porque sabem que é para a saúde dos outros”, afirmou Paes.

Leia também: “A ciência agoniza no tribunal”, artigo de Guilherme Fiuza publicado na Edição 80 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

18 comentários Ver comentários

  1. Ahh tá, agora então pode desrespeitar, pode ter carnaval, pode ficar próximos uns dos outros, entendi. Imagina o estado ficar sem a GRANA que o evento proporciona!!?? Um vírus pra chamar de seu!! Eita Brasilzão velho sem porteira kkkkkkkkk

  2. Assim como em 2020, a “pandemia” convenientemente deixa de existir durante o Carnaval – e depois o “genocida” é Bolsonaro. Mas como demonstrado por Flórida, Texas, Suécia e Dinamarca, a melhor imunidade é mesmo a imunidade de rebanho – deixem o alarmismo da mídia e as fraldas faciais inúteis de lado.

  3. Esse vagabundo tem que ser preso. Está confessando abertamente que quem diz quando a pandemia vai acabar são eles. Ele está dizendo que a pandemia vai tirar férias no Carnaval e voltar na quarta feira de cinzas. Aí ele vai fazer a população carioca de trouxa novamente. Ou esse país em 2022 resolve o que quer ser ou vamos todos para o buraco. O Ciro já pediu desculpas ao Dirceu por ter apanhado do PT. Vai vendo Brasil.

  4. É, a filha dele fez teste, sinal que não vacinou…
    Entenderam?????
    E o cara exige passaporte sanitário e quer vacinar adolescentes, dos outros, claro.

  5. Estudamos na escola a Teoria da Evolução, de Darwin para observarmos a sanha pela “imunização” em massa, que promoverá a Teoria da Aniquilação! Despeçam-se uns dos outros amorosamente!

  6. Esses babacas n tem preocupação com a saude de ninguém. E vem com esse decreto de passaporte de vacina. Só aqui no Brasil q esses babacas tem respaldo p essas barbaridades pois n Europa o pau esta quebrando por conta disso. Cientificamente esta mais do q provado q quem tomou vacina pode pegar Covid e transmitir, então p q serve essa merda desse passaporte ?

  7. Será que nesse momento o carnaval é o que importa? Se já está se discutindo a realização de uma aglomeração dessas sem restrições, então já passou do tempo de informar à sociedade como um todo que ponto as autoridades esperam atingir para TODOS NÓS termos o direito de ter nossas vidas normalizadas. Ou o problema é só eventos, e a sociedade que siga com restrições para sempre? Governo sério não tem preocupação só com festa. Pensem no nosso dia a dia.

  8. Sujeitinho hipócrita com essa estória de passaporte vacinal e acha que essa porcaria de vacina garante a abertura do carnaval. Que se contaminem todos, bom carnaval.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.