Pesquisa da USP mostra que mais de 50% dos paulistanos já têm anticorpos contra covid-19

Levantamento mostra 2 milhões a mais de pessoas imunizadas do que apontam os dados da prefeitura
-Publicidade-
Vacinação contra a covid-19 aumentou o índice dos que já estão imunes contra o novo coronavírus
Vacinação contra a covid-19 aumentou o índice dos que já estão imunes contra o novo coronavírus | Foto: Cristine Rochol/PMPA

Uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) em parceria com a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), o Grupo Fleury e o Inteligência em Pesquisa e Consultoria (Ipec) mostrou que mais da metade da população adulta da capital paulista já desenvolveu anticorpos contra a covid-19.

De acordo com o levantamento, realizado entre abril e maio deste ano, 51,1% dos moradores da maior cidade do Brasil têm algum tipo de imunidade. O estudo mostra que 41,6% dos adultos foram infectados pelo novo coroanvírus (e adquiriram imunidade de forma espontânea). Com o incremento da parcela dos paulistanos já vacinados, o porcentual ultrapassa os 50% do total da população.

Leia mais: “Doria e Ricardo Nunes negam atrito após ‘apagão’ de vacinas em São Paulo”

-Publicidade-

Na comparação com os dados oficiais apresentados pelos boletins epidemiológicos da prefeitura de São Paulo, há cerca de 2 milhões de pessoas a mais que já teriam desenvolvido anticorpos para a doença causada pelo novo coronavírus.

“A prefeitura confirma um caso de covid-19 a partir do resultado positivo do PCR do paciente, mas não é todo mundo que consegue fazer o teste”, explica o infectologista e pesquisador associado do Laboratório de Virologia do Instituto de Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da USP, Celso Granato, em entrevista ao Jornal da USP.

Leia também: “São Paulo prorroga fase de transição até o dia 15 de julho”

Ainda segundo Granato, as mais atingidas pela covid-19 são as populações economicamente mais vulneráveis. “Dentro do universo de pessoas adultas, os mais infectados são aqueles com renda familiar menor, que moram mais distante do centro, têm menor grau de instrução formal e que se autodeclaram pretos ou pardos”, afirma.

Leia também: “Calendários distintos de imunização provocam busca por vacina em outras cidades”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site