Policiais são alvo de atentado no litoral de São Paulo

A Polícia Civil tenta identificar e prender os suspeitos. A motivação também é investigada pelas autoridades
-Publicidade-
Fuzil usado por um dos criminosos no ataque foi apreendido pela Polícia
Fuzil usado por um dos criminosos no ataque foi apreendido pela Polícia | Foto: Divulgação/Polícia Militar

Em menos de 48 horas, a região da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, registrou atentados a quatro policiais.

Dois deles foram mortos a tiros e outros dois sofreram tentativa de homicídio nas cidades de São Vicente, Praia Grande, Guarujá e Peruíbe.

Em todos os casos, as vítimas eram homens e foram abordadas por criminosos com armas de fogo.

-Publicidade-

A Polícia Civil tenta identificar e prender os suspeitos. A motivação também é investigada pelas autoridades. Ainda não é possível dizer que os crimes tenham ligação.

Os crimes

O primeiro crime foi de um agente penitenciário de 44 anos, atingido por cinco disparos de arma de fogo no bairro Rio Branco, em São Vicente, na manhã de sábado 25. Ele estava chegando do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Vicente, onde trabalha, quando foi atacado.

Ele foi encaminhado ao Hospital Municipal e permanece internado em estado grave.

Na mesma tarde, outro agente penitenciário de 49 anos foi executado ao atender à campainha de sua residência em Praia Grande.

Ronaldo Soares dos Santos trabalhava no CDP de São Vicente. Ele foi socorrido, mas não resistiu. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Ainda na noite de sábado, um policial militar de 40 anos foi vítima de uma tentativa de homicídio na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega (SP-055), em Peruíbe. Ninguém ficou ferido. Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

Já na madrugada de domingo 26, um ex-policial militar de 33 anos foi executado com tiros de fuzil no Guarujá.

De acordo com a Polícia Civil, a suspeita é que os disparos tenham sido feitos de dentro de um carro com quatro homens quando o ex-policial caminhava pela rua com outro homem, que também foi acertado pelos disparos, mas conseguiu sobreviver.

Os suspeitos fugiram em seguida, mas foram perseguidos por policiais da Força Tática. Houve troca de tiros e um dos criminosos foi morto. Os outros conseguiram escapar.

Com informações da TV Tribuna

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Se estão fazendo isso com policiais que são treinados para agirem sempre com precauções, imaginem isso com um cidadão comum? Sem a menor chance de se defender, mesmo armado.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.