Presidente da Fundação Palmares acionará Justiça contra bloqueio de seu Instagram

Rede social 'não pode ser uma senzala onde somente pretos vitimistas têm voz', defende
-Publicidade-
Sergio Camargo afirmou que só comparecerá a audiências presenciais | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
Sergio Camargo afirmou que só comparecerá a audiências presenciais | Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, afirmou nesta quinta-feira, 16, que seu perfil no Instagram ficou indisponível durante todo o dia. Ao tentar acessar o perfil de Camargo, a rede social exibe a mensagem: “esta página não está disponível. O link que você acessou pode estar quebrado ou a página pode ter sido removida.”

Leia mais: “Ministério Público do Trabalho pede afastamento de Sérgio Camargo”

Segundo Camargo, o motivo seria suas publicações contrárias ao movimento negro. Para derrubar este bloqueio, ele disse que acionará a Justiça até amanhã. “O Instagram não pode ser uma senzala onde somente pretos vitimistas, cãezinhos da esquerda, têm voz”, escreveu no Twitter.

-Publicidade-

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Este crápula irá em breve para cadeia por ofensas e desrespeito aos costumes e práticas discriminatória com os afrodescendentes. Ele age igualmente aos capitães do mato, oxalá,que vc em breve seja preso e depois não venha com o rabo entre as pernas pedindo desculpa “foi o calor do momento” sua hora irá chegar: serviçal ariano.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.