Queiroga: ‘Não comento relatório. Minha função é salvar vidas’

Relatório da CPI da Covid acusa o ministro de Saúde de ter cometido os crimes de epidemia e prevaricação
-Publicidade-
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, foi acusado de ter cometido dois crimes pelo relatório da CPI da Covid
Marcelo Queiroga, ministro da Saúde, foi acusado de ter cometido dois crimes pelo relatório da CPI da Covid | Foto: Walterson Rosa/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, se recusou a comentar nesta quarta-feira, 20, o relatório final da CPI da Covid, lido nesta manhã pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL), autor do texto. No documento, o ministro é acusado de ter cometido os crimes de epidemia e prevaricação.

“Eu não comento relatório. Eu não sou comentarista de relatório. Eu sou ministro da Saúde. E, como ministro, eu cuido da saúde pública da população”, afirmou Queiroga. “Veja os números. Eles falam por si só. Não adianta vocês ficarem repetindo as mesmas perguntas. Eu sou ministro e a minha função é salvar a vida do povo brasileiro, não só afetado pela covid-19.”

-Publicidade-

Ainda de acordo com o ministro da Saúde, que sucedeu ao general Eduardo Pazuello no comando da pasta e acelerou o processo de vacinação da população brasileira contra a doença causada pelo coronavírus, a sensação é de “dever cumprido”.

“Nós salvamos milhares e milhares de pessoas. Vocês vejam que o Ministério da Saúde fez uma campanha que vem conseguindo reduzir fortemente, nesse pico da variante Gama, o número de óbitos. Chegamos a 4 mil óbitos e hoje nós temos uma média móvel que cai de maneira sustentada”, lembrou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.