Queiroga: sem registro definitivo, CoronaVac não será usada para 3ª dose

'Questão de segurança da população', justificou o ministro da Saúde
-Publicidade-
Marcelo Queiroga descartou utilização da CoronaVac para a dose de reforço contra a covid-19
Marcelo Queiroga descartou utilização da CoronaVac para a dose de reforço contra a covid-19 | Foto: Tony Winston/MS

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reiterou nesta sexta-feira, 3, que a vacina chinesa CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica Sinovac e distribuída no Brasil pelo Instituto Butantan, não será utilizada pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) para aplicação da dose de reforço contra a covid-19.

De acordo com o ministro, apenas imunizantes que tenham obtido o registro definitivo na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) serão utilizados pelo governo federal. Não é o caso da CoronaVac, pelo menos até o momento — a vacina chinesa só recebeu autorização para uso emergencial.

Leia mais: “Após período de emergência, Ministério da Saúde excluirá vacinas sem registro definitivo”

-Publicidade-

“É necessário que haja a aprovação dos imunizantes para aplicação nesses grupos específicos. Não podemos colocar qualquer imunizante. Se não tiver a aprovação definitiva da Anvisa, nós não vamos aplicar através do PNI”, disse Queiroga em entrevista à CNN Brasil. “Não só CoronaVac, mas qualquer uma das vacinas que não tenham o registro da Anvisa não será utilizada por uma questão de segurança da população.”

Leia também: “Estados que não seguirem plano nacional poderão ficar sem doses, diz Saúde”

Até agora, apenas as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca possuem registro definitivo na Anvisa. CoronaVac e a vacina da Janssen, as outras duas aplicadas no país, só obtiveram autorização emergencial.

Leia mais: “Ministro da Saúde define data da 3ª dose da vacina para idosos”

“Vou deixar bem claro: aprovação da Anvisa. Vamos avançar com a dose de reforço nesses grupos [prioritários] e, se as pesquisas apontarem para necessidade desse reforço no restante da população brasileira, faremos isso até o final do ano”, completou Queiroga.

Leia também: “Doria contradiz Doria sobre 3ª dose da vacina contra a covid-19”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários

  1. Que essa vacina sem qualificação seja banida. Vacina boa é vacina que protege. O resto é conversa. Que o Ministro seja muito firme nesse assunto.

  2. Mas me digam uma coisa…. qual Vacina é segura para um 3ª dose? Misturar plataformas de vacina pode? Qual o estudo que assegura essa 3ª dose? É dúvida mesmo não estou aqui para criar confusão.

  3. Depois de boa parte da população receber a coronavac, vem o ministro dizer que, por medida de segurança a vacina não será usada, e ainda ameaçou a quem rejeitasse a dita cuja, de ir para o fim da fila. É cobaia que não acaba mais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro