Rio de Janeiro amplia exigência do passaporte da vacina

A partir de agora, o documento comprovando a imunização será cobrado em mais estabelecimentos da cidade
-Publicidade-
Os estabelecimentos deverão ser responsáveis pelo controle de cada pessoa em suas dependências com a apresentação do passaporte de vacina
Os estabelecimentos deverão ser responsáveis pelo controle de cada pessoa em suas dependências com a apresentação do passaporte de vacina | Foto: Divulgação

A Prefeitura do Rio de Janeiro amplia, nesta quinta-feira, 2, a exigência do passaporte da vacina na cidade. O decreto foi publicado hoje.

A partir de agora, o passaporte da vacina será cobrado em mais estabelecimentos. Antes a apresentação já era obrigatória em estádios, cinemas, teatros, museus e convenções. A medida ocorre por causa da preocupação com a variante Ômicron.

A vacinação a ser comprovada deve corresponder à 1ª, 2ª dose ou a dose única, de acordo com o cronograma instituído pela Secretaria Municipal de Saúde do município em relação à idade do indivíduo.

-Publicidade-

Os estabelecimentos deverão ser responsáveis pelo controle de cada pessoa em suas dependências mediante a apresentação do comprovante de vacinação com um documento com foto.

“A gente está muito preocupado com a nova variante. A princípio, é uma variante que responde bem à vacinação. A vacina protege contra a variante Ômicron, não temos nenhuma evidência que indique o contrário”, afirmou o secretário de Saúde, Daniel Soranz.

No Rio, toda a população de 12 anos ou mais precisa ter tomado a segunda dose. No entanto, 600 mil pessoas não retornaram aos postos para completar a imunização.

Veja quais locais vão exigir o passaporte da vacina

  • bares, lanchonetes, restaurantes e refeitórios
  • transporte de passageiros por taxímetro ou aplicativo
  • boates, casas de espetáculos, festas e eventos em geral
  • hotéis, pousadas e aluguel por temporada
  • salões de beleza e centros de estética
  • shopping centers e centros comerciais
  • academias de ginástica, piscinas e centros de treinamento
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Precisa avisar aos nobres colegas que exigem tal medida insana que, enquanto não inventarem a vacina que após tomá-la, você está absolutamente livre de pegar e transmitir o vírus, ninguém pode exigir NADA! É fácil de entender é que não querem.

  2. Contra isso, só a desobediência civil poderá surtir algum efeito. Contextualizando, arrisco-me a dizer que talvez estejamos vivendo a época mais totalitária da história da humanidade…

    1. Pois eu já estou praticando a desobediência civil há muito tempo, Daniel. Não uso essa focinheira, a menos que algum fiscal ou guardinha de supermercado me interpele. Assim que ele vira as costas eu tiro de novo. Todo mundo deve fazer isso. E se recusar a tomar essa vacina, servindo de cobaia para os novos Stalins da atualidade.

      1. Perfeito! Eu faço o mesmo. A esperança é que esse movimento cresça cada vez mais…

  3. É de uma hipocrisia sem tamanho afirmar que o Estado não está obrigando ninguém a se vacinar e, ao mesmo tempo, exige da pessoa o comprovante de vacinação para, simplesmente, sair da sua casa ou de seu apartamento. Esse novo decreto do Rio é uma comprovação disso. Está exigindo comprovante de vacinação em 90% de tipos de estabelecimentos comerciais que um cidadão médio frequenta. É um absurdo sem tamanho e, se for procurar o judiciário, nenhum juiz tem coragem de dar uma liminar, até porque o STF vai acabar caçando.

  4. “A vacina protege contra a variante Ômicron… afirmou o secretário de Saúde, Daniel Soranz” – por agora não se pode fazer tal afirmação, pois ainda está estudo a eficácia das vacinas contra a variante Ómicron.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.