Varíola dos macacos provoca cancelamento de festas LGBT+

No surto recente, a maior parte dos casos está associada à atividade sexual
-Publicidade-
Parada do Orgulho LGBT de São Paulo
Parada do Orgulho LGBT de São Paulo | Foto: Felipe Siton/Flickr

Em razão do aumento de casos de varíola dos macacos, organizadores de festas LGBT+ decidiram adiar as edições que estavam agendadas para este mês. O objetivo é evitar a propagação da doença.

A transmissão do vírus que a causa a doença ocorre sobretudo pelo contato direto com as lesões provocadas nos pacientes. No surto recente, contudo, a maior parte dos casos está associada à atividade sexual.

Uma das festas adiadas foi a “Kevin”, realizada desde 2015, em São Paulo. O evento, frequentado principalmente por homens gays, é regado a nudez e adereços sexuais de cunho fetichista.

-Publicidade-

A última edição da festa ocorreu em 23 de julho, data em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) decretou a varíola dos macacos uma emergência pública de preocupação global.

Maioria dos infectados é gay

Uma pesquisa realizada pela Agência de Saúde do Reino Unido com pessoas infectadas pela varíola dos macacos mostra que os homens britânicos representam 99% dos casos. Dos 314 entrevistados, apenas três eram mulheres. Além disso, o levantamento constata que 151 dos 152 cidadãos que preencheram questionários mais detalhados se identificaram como gays ou bissexuais.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o surto de varíola dos macacos na Europa pode ter sido causado por hábitos sexuais de risco. Esse comportamento teria se disseminado em festas de música eletrônica de países como Espanha e Bélgica. Os primeiros casos foram verificados em homens que se relacionaram sexualmente com outros homens.

Edmilson Migowski, professor de medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), acredita que a relação sexual seja uma hipótese a ser considerada para a transmissão do vírus. “A forma de transmissão mais provável é o contato próximo das pessoas, e o contato sexual acaba sendo um contato muito próximo”, observou. “Pode ser contato com uma secreção, com a pele infectada, com roupas contaminadas, pelo espirro e pela tosse de pessoas muito próximas.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários Ver comentários

  1. Felizmente nem todo homossexual faz parte do movimento LGBT, já que a “Parada do Orgulho LGBT” é definitivamente uma parada para promover exibicionismo, insolência arrogância, amor-próprio exagerado como algo a ser cultivado. Orgulho é o oposto de naturalidade, modéstia e pudor, enfim, essas coisas que pessoas com desconfiômetro percebem.

  2. Se está tudo aí para quem quiser ver, porquê algumas mídias sociais estão censurando pessoas que falam sobre esse assunto? É só falar varíola do macaco e a sigla LGBetc e os caras já metem censura! Engraçado que antes eles esfregavam dioturnamente na cara de todos a sigla mas, agora, estão mansinhos, sumidinhos, muito esquisito isso, né?

  3. Estão achando que vai ser só com os gays? Foi assim com a AIDS no começo da década de 1980, e logo a doença se alastrou, primeiro entre frequentadores de prostitutas, depois a sociedade toda. Homens de vida dupla levando doenças venéreas para suas esposas, trocando mulheres por homens e homens por mulheres, invertendo papéis e sempre enchendo a cara com muita droga e cachaça. Depois de perderem todo o seu dinheiro, perderam a vida também, levando muita gente inocente e ingênua com eles.

  4. Logo surgirá a associação dos infectados pela varíola dos macacos. Entrarão no ésseteéfe para por a culpa no culpado por tudo, ou seja, nosso PR Bozo. O sistema de sorteio de causas do ésseteéfe vai designar o ministro boca de veludo para o caso e este vai mandar o processo ao pegeérre. Não sem antes dar 24 horas (tinha q ser 24) ao PR para se explicar pq não fez nada para evitar q essa doença se concentrasse nos homens gays. É muito preconceito desse presidente….

  5. Uai, por que será?
    Aqueles 2 do Chupando TF, a Gazela e o Compra Rato ainda não se manifestaram?
    Não estão preocupados com a saúde dos “brasigueios”?

  6. Me lembro como se fosse hoje a provocação contra os cristãos, quando em alguma dessas paradas colocaram um Jesus travestido pregado na cruz, que desfilou por toda a avenida e estampou a capa de vários jornais da época.

    Muitos riram e muitos de divertiram a custa da imagem daquele pobre coitado iludido, que nas mãos dos seus captores nada mais era do que um peão útil para afrontar a fé rica e pura fé alheia.

    O tempo passa, e Deus percebendo que aquele povo não se corrige, lhe envia sinais, advertindo-os para respeitar o santo nome, que em vão é pronunciado.

    O povo de belzebu não escuta ninguém, a não ser seus santos de barro, e então recebem no seio de sua comunidade as chagas de uma de uma doença, para que recebam de volta o mal que perpetraram contra as ovelhas do senhor, que nada mais tiveram, senão sua fé fortalecida.

    Jesus sempre vence no final.

  7. É a mão de Deus nestas aberrações de pessoas, Deus fez o sexo masculino e feminino, para transarem e se multiplicar. Cada um com seu papel.

  8. VACINA EXPERIMENTAL VAI VIRAR MODA? AQUI EM CASA NNNNÃÃÃÃOOOO. A ÚLTIMA ME DEIXOU COM LESÃO NO PULMÃO,; PULMÃO QUE FIQUEI 35 ANOS SEM FUMAR, PARA PROTEGE-LO!

  9. Para de transar Odé, eu não
    Para de comer Adão, eu não
    Isso é armação do Zé, né não
    É 171 Odé, de Adão
    Então para de transar Odé, eu não
    Para de comer Adão, eu não
    Isso é armação do Zé, né não
    É 171 Odé, de Adão

  10. E o PT querendo vacina compulsória. Que tal preservetivo compulsório? Que tal campanhas educadoras compulsórias para menos promiscuidade ?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.