Banco Central da Argentina proíbe operações com criptomoedas

Órgão barra iniciativas envolvendo ativos digitais no país, que enfrenta inflação na casa de 55%
-Publicidade-
Maior banco privado da Argentina havia anunciado abertura para as criptomoedas
Maior banco privado da Argentina havia anunciado abertura para as criptomoedas | Foto: Divulgação

O Banco Central da Argentina manifestou em comunicado na última quinta-feira, 5, que proíbe as instituições financeiras do país de realizar ou facilitar operações envolvendo criptomoedas.

A medida do BC acontece apenas dois dias depois de a maior instituição financeira privada da Argentina anunciar que iria permitir compra e venda de ativos digitais. O Banco Galicia havia comunicado a seus clientes sobre a abertura para operações envolvendo quatro criptomoedas: bitcoin, ether, USD coin e XRP.

Segundo a nota do Banco Central, a medida visa a diminuir os riscos envolvendo cidadãos e instituições financeiras nesse tipo de operação.

-Publicidade-

“A medida ordenada pelo Conselho de Administração do Banco Central visa a mitigar os riscos associados às operações com esses ativos que possam ser gerados para os usuários de serviços financeiros e para o sistema financeiro como um todo”, disse o órgão.

“Os diferentes atores envolvidos nas operações com esses ativos podem não estar estabelecidos no país, o que pode gerar desvios da regulamentação geral.”

O uso de criptomoedas na Argentina vem se tornando cada vez mais popular, principalmente em razão da inflação do país, que atualmente está na casa de 55%, no acumulado dos últimos 12 meses. Os investidores do país têm recorrido aos ativos digitais como uma alternativa para reserva de valor.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.