Caminhoneiros protestam contra prorrogação de confinamento em São Paulo

Medida tomada pelo governador João Doria levou a categoria a paralisar a rodovia Castello Branco com carreata.
-Publicidade-
Foto: FRANCISCO CEPEDA/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: FRANCISCO CEPEDA/ESTADÃO CONTEÚDO

Medida tomada pelo governador João Doria levou a categoria a paralisar a Rodovia Castello Branco com carreata

Foto: FRANCISCO CEPEDA/ESTADÃO CONTEÚDO
-Publicidade-

A nova prorrogação do confinamento social no Estado de São Paulo pelo governador João Doria até o dia 31 de maio continua a provocar reações contrárias.

Desta vez, foram os caminhoneiros que fizeram uma carreata e paralisaram a Rodovia Castello Branco, que liga a capital paulista ao interior. Durante o protesto, eles fizeram um buzinaço e mostraram indignação com a situação por que passam devido ao confinamento: faltam postos de gasolina e restaurantes abertos em que possam parar durantes as jornadas de trabalho.

Vale lembrar que, em maio de 2018, a categoria parou o país ao entrar em greve devido ao preço do diesel e ao valor dos impostos que incidiam sobre ele.

Ainda em abril, o presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, já afirmava estar alinhado à flexibilização do confinamento proposta pelo presidente Jair Bolsonaro e dizia à Folha de S.Paulo: “Se não voltarem atrás e não sair liminar na Justiça, a categoria provavelmente vai parar. Vai paralisar naturalmente, por não ter como trabalhar, e parar em protesto”.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comments

  1. Já há vídeos divulgados nas redes sociais mostrando essa paralização na Castelo Branco. Entretanto, a matéria falha ao não divulgar a extensão da carreata. Não informa se conseguiram entrar nas marginais e qual foi a reação das “autoridades”.
    Na hora em que os caminhoneiros resolverem realmente parar de vez, o caos irá se instalar no país e as FFAA não terão outra opção senão ontervir. Oremos!

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site