China mantém veto à compra de carne brasileira

Exportações da proteína para o país asiático somam US$ 4 bilhões por ano
-Publicidade-
A China ainda não voltou a importar a carne bovina brasileira
A China ainda não voltou a importar a carne bovina brasileira | Foto: Reprodução/Redes sociais

A China mantém há mais de um mês a proibição da compra da carne bovina do Brasil. No início de setembro, depois da confirmação de dois casos de doença atípica da vaca louca em frigoríficos brasileiros, o Planalto resolveu suspender voluntariamente os embarques da proteína para o país asiático.

O governo federal tinha expectativa que Pequim retomasse rapidamente as importações, visto que nenhum outro sinal da doença foi detectado no Brasil. A suspensão, contudo, se arrasta há quase seis semanas, alimentando uma crescente consternação entre as autoridades brasileiras e os grandes frigoríficos. É o que diz uma reportagem da Folha de S.Paulo.

Negócio da China

-Publicidade-

O Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo. Seus frigoríficos, incluindo JBS e Marfrig, lucraram com o mercado de proteína na China. As exportações brasileiras para o país asiático somam US$ 4 bilhões por ano, o equivalente a R$ 21,8 bilhões.

Entre janeiro e julho deste ano, os embarques da carne bovina do Brasil para a China alcançaram 490 mil toneladas e geraram vendas de US$ 2,5 bilhões (R$ 13,6 bilhões) — um aumento de 8,6% e 13,8%, respectivamente, em comparação com o mesmo período de 2020, segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec).

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários Ver comentários

  1. A China que consome ratos e morcegos recusando nossa carne!! Estranho isso, né!!! O PR Bolsonaro deve ligar para o Boris Johnson que vai dar negócio. Na Inglaterra está faltando carne em quase todos os mercados e eles já pediram ajuda ao Brasil durante a assembleia da ONU, Lembram??

  2. O embargo chinês de carne bovina brasileira não é um fato. Seria de extrema importância você consultar fontes primárias, e não reportagens de outros jornais. O mês de setembro fechou com o maior volume venda de carne bovina (in natura e processada) dos frigoríficos do Brasil para a China (+ Hong Kong), de 131 mil toneladas, representando um aumento de 35% frente a setembro de 2020. Onde está o embargo???

  3. Edilson Salgueiro esta bem confuso mesmo. Revista Oeste replicando reportagem da Folha de Sao Paulo????? A que ponto chegamos!
    Mas vamos lá: Resumindo os otimos comentarios anteriores, o Brasil tem que abrir outros mercados e diminiur a dependência do mercado chines. Que comam ratos e morcegos. e que o preço no mercado interno abaixe e ajude o governo a baixar a inflação e o povo a comer proteina boa a melhor preço! Fuck Xina!

  4. O Brasil tem que aprender a viver sem esses comedores de ratos comunistas! Eles que têm que implorar pela compra de nossos alimentos! A Austrália é exemplo, mandaram os chineses a pqp!

  5. O boi que atingiu o peso ideal de 18 arrobas, tem que ser retirado do pasto logo que puder senão a partir daí é só prejuízo. Uma opção é mandar para o abate e estocar o produto sob refrigeração, o que também representa prejuízo. Enfim, esse é o mundo dos negócios, fazer o que não é? Os mafiosos chineses sabem muito bem disso e que só eles tem a capacidade de efetivar essa tamanha transação, então, como dizem: Esperam…esperam…esperam, pacientemente, o outro lado ceder. C’est la vie.

  6. A China comprou muito mais carne durante os últimos meses. Somado a isso, continua comprando de outros países, que fazem a triangulação. Tudo com um único objetivo: reduzir o preço da compra. Sempre fizeram isso, com a premissa de que o mundo precisa da China. Mentira: a China precisa de nós para se alimentar a baixo custo! Podem comprar de outros países? Sim, a China, Europa e Estados Unidos podem comprar de outros países, basta ESTAREM DISPOSTOS A PAGAR MAIS.

  7. Reportagem confusa mesmo. Mas para um país que come cachorro, morcego, insetos em geral é muita frescura querer impor tantas regras de higiene para a carne brasileira

  8. Edilson sua reportagem parece o samba do crioulo doido, vê se eu entendi, a China proibiu e mantem a proibição de compra da carne brasileira, mas é o Planalto que resolveu suspender voluntariamente os embarques da proteína para o país asiático. O governo federal tinha expectativa que Pequim retomasse rapidamente as importações suspensas, contudo, se arrasta há quase seis semanas, alimentando uma crescente consternação entre as autoridades brasileiras e os grandes frigoríficos, também, brasileiros, acho que nem você entendeu.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.