Desemprego fica em 14,6% e atinge 14,8 milhões, aponta IBGE

Segundo o instituto, esta é a segunda maior taxa da série histórica, que teve início em 2012
-Publicidade-
Contingente de desempregados no Brasil chega a 14,8 milhões de pessoas
Contingente de desempregados no Brasil chega a 14,8 milhões de pessoas | Foto: Agência Brasil

O índice de desemprego no Brasil fechou o trimestre móvel encerrado em maio deste ano em 14,6%, segundo dados divulgados nesta sexta-feira, 30, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O percentual corresponde a um contingente de 14,8 milhões de pessoas sem ocupação profissional.

De acordo com o IBGE, esta é a segunda maior taxa de desemprego da série histórica, que teve início em 2012. O recorde é de 14,7% e foi registrado nos dois trimestres móveis imediatamente anteriores, encerrados em março e abril. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad).

Leia mais: “Brasil gera 1,5 milhão de empregos formais no primeiro semestre”

-Publicidade-

O levantamento mostra ainda que o nível de ocupação no país ficou em 48,9%. Segundo o IBGE, o indicador está abaixo de 50% desde o trimestre terminado em maio de 2020, o que indica que menos da metade da população brasileira em idade para trabalhar está ocupada.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, a quantidade de desempregados no Brasil aumentou em 2 milhões de pessoas. Já o total de ocupados teve uma alta de apenas 772 mil pessoas, o que é considerado estabilidade estatística.

Leia também: “Dívida pública sobe 3% em junho e atinge R$ 5,33 trilhões”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro