-Publicidade-

Governo envia MP do auxílio emergencial ao Congresso

Valor médio do benefício será de R$ 250, pagos em quatro parcelas mensais a partir de abril
Auxílio vai beneficiar 45,6 milhões de famílias
Auxílio vai beneficiar 45,6 milhões de famílias | Foto: Arquivo/Agência Brasil

Apesar de ter cancelado a ida ao Congresso Nacional nesta quinta-feira, 18, em função da morte do senador Major Olimpio (PSL-SP), o presidente Jair Bolsonaro encaminhou ao Parlamento a medida provisória (MP) que restabelece os pagamentos do auxílio emergencial.

Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) informou que a MP foi encaminhada “pelas vias administrativas”. O novo benefício terá valor médio de R$ 250, pagos em quatro parcelas mensais a partir de abril. Serão 45,6 milhões de famílias beneficiadas, em um investimento de cerca de R$ 43 bilhões do Orçamento da União.

Leia mais: “Auxílio emergencial pode ficar para abril, afirma Guedes”

Desse montante, R$ 23,4 bilhões serão destinados ao público já inscrito em plataformas digitais da Caixa (28.624.776 beneficiários), R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal (6.301.073 pessoas) e mais R$ 12,7 bilhões para atendidos pelo Programa Bolsa Família (10.697.777 inscritos).

Em 2021, o auxílio emergencial será limitado a uma pessoa por família. A mulher chefe de família terá direito a R$ 375, enquanto o indivíduo que mora sozinho – família unipessoal – receberá R$ 150.

Os integrantes do Bolsa Família serão contemplados com o benefício conforme o calendário habitual do programa, enquanto os demais receberão na Conta Social Digital (Caixa TEM), que pode ser movimentada por um aplicativo de celular. O Ministério da Cidadania segue responsável pelo processamento e pela análise dos pedidos.

Com informações da Agência Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.