Petrobras inicia programa anticorrupção em parceria com Banco Mundial e BID

Ação surgiu por demanda do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, graças à Lava-Jato
-Publicidade-
Refinarias da Petrobras: processo menos burocrático para a iniciativa privada | Foto: Agência Brasil
Refinarias da Petrobras: processo menos burocrático para a iniciativa privada | Foto: Agência Brasil | refinarias da petobras - stf - governo - congresso

Medida foi iniciada por demanda do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, graças à Lava Jato

refinarias da petobras - stf - governo - congresso
Refinaria da Petrobras | Foto: Agência Brasil

Funcionários de estatais brasileiras e de corregedorias municipais e estaduais começaram a ser capacitados, nesta semana, por um programa anticorrupção feito em parceria entre o Banco Mundial (BM) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), junto com a Petrobras e a Corregedoria-Geral da União. O treinamento visa a divulgar os mecanismos de sanções administrativas que podem ser aplicadas por lei às empresas que praticam corrupção.

-Publicidade-

Programas similares já são ofertados mundo afora pelo BM. Na América Latina, no entanto, o Brasil é o primeiro país a fazer uma parceria nesse sentido com a instituição. A ação foi idealizada pelo Comitê de Integridade da Petrobras — entidade que surgiu como uma demanda do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, após as investigações da Lava Jato.

Leia também: “Para ministro de Minas e Energia, não faz sentido o Brasil manter estatal de petróleo”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site