Privatização dos Correios: relator defende estabilidade de 18 meses

Governo quer vender 100% das ações da estatal
-Publicidade-
Medida tramita no Congresso Nacional
Medida tramita no Congresso Nacional | Foto: Divulgação/Agência Brasil

O relator do projeto que privatiza os Correios, deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA), incluiu no relatório prévio um trecho que assegura estabilidade de 18 meses para funcionários da estatal. Além dessa medida, o texto, que ainda não foi apresentado oficialmente e pode ser alterado, estabelece as diretrizes para um Programa de Demissão Voluntária. Os funcionários que desejarem poderão sair após 180 dias da privatização.

Com isso, o servidor teria direito à manutenção de plano de saúde por um ano, mesmo período em que receberia uma indenização. O funcionário também poderia passar por um programa de requalificação para se preparar para o mercado de trabalho. O texto também determina que os Correios serão 100% privatizados. Conforme noticiou a Revista Oeste, o governo decidiu vender a totalidade da estatal em leilão previsto para março.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site