-Publicidade-

Produção industrial tem 9ª alta mensal consecutiva

No acumulado dos últimos 12 meses, o setor ainda registra um recuo de 4,3%
Nos últimos nove meses, o crescimento acumulado da produção industrial foi de 42,3%
Nos últimos nove meses, o crescimento acumulado da produção industrial foi de 42,3% | Foto: Reprodução/FIEMG

Dados divulgados nesta sexta-feira, 5, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a produção industrial do país manteve, em janeiro deste ano, uma trajetória ascendente. O crescimento foi de 0,4% no período, em relação a dezembro de 2020. Trata-se da 9ª alta mensal consecutiva do índice no Brasil.

No acumulado dos últimos 12 meses, entretanto, o setor ainda registra um recuo de 4,3%, ainda na esteira dos efeitos da pandemia de covid-19 sobre a economia. Na comparação com janeiro do ano passado, o avanço foi de 2%.

Leia mais: “Indústria contrata mais que demite em janeiro pela 1ª vez em 10 anos”

Ainda segundo o IBGE, os noves meses seguidos de alta significaram um resultado positivo acumulado de 42,3%, o que recuperou o tombo de 27,1% registrado entre março de abril de 2020, no início da pandemia. “Mesmo com o comportamento positivo nos últimos meses, o setor industrial ainda se encontra 12,9% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011”, aponta o relatório do instituto.

Atividade industrial em recuperação

Como noticiamos na quinta-feira 4, um relatório da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta que a atividade industrial segue em recuperação desde o segundo semestre do ano passado. Em janeiro de 2021, os índices de faturamento, horas trabalhadas na produção, emprego, massa salarial e rendimento médio cresceram na comparação com dezembro de 2020.

Leia também: “PIB caiu 4%. Mas será que foi tão ruim assim?”, artigo de Silvio Navarro publicado em Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.