-Publicidade-

Raízen anuncia compra da Biosev

Negócio foi fechado em R$ 3,6 bilhões
Raízen investe no mercado brasileiro
Raízen investe no mercado brasileiro | Foto: Reprodução

A semana começa com negócio bilionário no Brasil. A Raízen, líder mundial em produção de açúcar e etanol a partir da cana-de-açúcar, anunciou a compra da Biosev. Em comunicado divulgado na manhã desta segunda-feira, 8, as duas companhias afirmam que o negócio foi firmado em R$ 3,6 bilhões.

Leia mais: “O que vem a ser um banco central autônomo?”

Para ser de facto concretizado, o negócio precisa ser aprovado pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Caso o órgão aprove a venda, Raízen, joint-venture entre Shell e Cosan, controlará a operação da Biosev no Brasil. No país, a empresa conta com nove bases: seis no Estado de São Paulo, duas em Minas Gerais e uma em Mato Grosso do Sul.

Diretor-presidente da Raízen, Ricardo Mussa afirma que a compra da Biosev vai além de conquistar uma maior fatia do mercado de biocombustível. Ao demonstrar confiança na aprovação do negócio, ele fala em perspectivas de novos investimentos, principalmente na parte de tecnologia.

“É uma oportunidade de potencializar os negócios usando tecnologia para alavancar a produtividade”

“Mais do que ampliar a produção de etanol, açúcar e bioenergia, esta é uma oportunidade de potencializar os negócios usando tecnologia para alavancar a produtividade e o aproveitamento da cana nas biorrefinarias, com possibilidade de expansão do nosso etanol de segunda geração e biogás”, comenta Mussa.

Futura subsidiária

Em comunicado divulgado à imprensa, a direção da Raízen sinaliza que a marca Biosev não deixará o mercado. A mais nova aquisição vai se tornar uma subsidiária da companhia. Além disso, os atuais acionistas da Biosev terão cerca de 3,5% dos ativos da Raízen, que seguirá com seu controle mantido por Shell e Cosan, com cada uma sendo responsável por 48,25% das ações.

______________________

Receba os principais destaques da economia do Brasil e do mundo diretamente na tela do seu aparelho celular. Clique aqui, siga as instruções e faça parte da lista de transmissão da Revista Oeste no WhatsApp.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês