‘Se reforma avançar como está, fecharemos escolas e hospitais’, ameaça Covas

Prefeito paulistano afirma que reforma tributária proposta pelo ministro Paulo Guedes torna inviável manutenção da cidade.
-Publicidade-
Bruno Covas afirma que reforma tributária torna manutenção da cidade inviável | Foto: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO
Bruno Covas afirma que reforma tributária torna manutenção da cidade inviável | Foto: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO | bruno covas, reforma tributária, paulo guedes, ministério da economia

Prefeito paulistano afirma que reforma tributária proposta pelo ministro Paulo Guedes torna inviável manutenção da cidade

bruno covas, reforma tributária, paulo guedes, ministério da economia
Bruno Covas afirma que reforma tributária torna manutenção da cidade inviável | Foto: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO

Em entrevista à CNN Brasil, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, se mostrou contra a reforma tributária proposta pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

-Publicidade-

De acordo com o tuicano, a capital paulista passaria a arrecadar apenas R$ 5 bilhões, dos R$ 15 bilhões que fatura anualmente com o ISS e o setor de serviços, que atualmente paga aproximadamente 2,5% de alíquota, veria uma escalada do índice para 27%.

“Se a reforma avançar como está, teremos que fechar escolas, teremos que fechar hospitais”, ameaçou o prefeito, que lembrou que, neste ano, a gestão recebeu auxílio para “fechar as contas”, como a prorrogação da dívida com a União, o que não deve ocorrer em 2021.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.