Revista Oeste - Eleições 2022

Argentina tem 2º pior sistema previdenciário do mundo

Em um levantamento, o país só ficou à frente da Tailândia
-Publicidade-
A nacionalização do sistema de pensões em 2008 agravou o plano de aposentadorias
A nacionalização do sistema de pensões em 2008 agravou o plano de aposentadorias | Foto: Reprodução/Flickr

Uma pesquisa realizada pelo Índice Global de Sistemas Previdenciários, da Mercer — uma consultoria norte-americana —, colocou a Argentina na segunda pior posição entre os sistemas previdenciários do mundo.

O país, liderado por Alberto Fernández, obteve 39,4 pontos no levantamento, que vai até 100 pontos. A amostra considerou um total de 37 países nos quais se encontram cerca de 60% da população mundial. Com isso, o sistema de aposentadoria do país supera apenas o da Tailândia, tornando-o o pior da América Latina.

O indicador revela três dimensões principais para avaliar os diferentes sistemas previdenciários em cada país: adequação do sistema, sustentabilidade de longo prazo e grau de integridade.

-Publicidade-

A adequação do sistema visa a mensurar o nível básico de renda auferida por aposentados e pensionistas, segundo uma paridade de poder de compra para comparação entre diferentes países. Em segundo lugar, a sustentabilidade do sistema responde pela equação financeira dinâmica que cada país possui em seu plano de previdência. No último item, o instituto mede a integridade de cada sistema previdenciário.

Kirchnerismo

O sistema de pensões herdado do kirchnerismo mostra os resultados de um profundo fracasso. Em 2008, a então presidente, Cristina Kirchner (atualmente, vice-presidente), expropriou os fundos acumulados da Administradora do Fundo de Pensões e decidiu desmantelar o sistema, para voltar à distribuição administrada pelo Estado.

A nacionalização foi justificada pela promessa de aumento dos ativos de aposentadoria e maior sustentabilidade de longo prazo entre receitas e despesas do sistema, mas os resultados prometidos nunca apareceram. A nacionalização agravou todos os parâmetros pelos quais o sistema previdenciário é avaliado.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Fui ver o tal índice e a pontuação do Brasil melhorou em 2021, embora tenha caído de colocação pela entrada de quatro outros países na pesquisa. Como não é uma disputa entre países, o que vale mesmo é se o país consegue avançar em comparação ao seu índice do ano anterior.
    Então, nada ver o seu comentário.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.