Biden volta a defender decisão de retirar militares do Afeganistão

Segundo o presidente dos Estados Unidos, ‘nem os afegãos estão dispostos a lutar’
-Publicidade-
Joe Biden dobrou a aposta e defendeu a retirada de militares do Afeganistão
Joe Biden dobrou a aposta e defendeu a retirada de militares do Afeganistão | Foto: Reprodução/Flickr

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, reiterou nesta segunda-feira, 16, que o país agiu corretamente ao retirar os militares norte-americanos do Afeganistão. “Eu mantenho com firmeza minha posição”, afirmou Biden, em discurso. Conforme noticiou Oeste, o grupo terrorista Talibã assumiu o controle da capital do país asiático, Cabul, no último domingo, 15.

No pronunciamento, o democrata admitiu que o avanço do Talibã surpreendeu o governo dos Estados Unidos. “Isso tudo realmente se desenrolou mais rápido do que pensávamos”, revelou. Com a saída dos militares norte-americanos, os jihadistas ganharam terreno sobre as forças apoiadas por Washington.

Biden ainda criticou a suposta falta de reação das forças oficiais afegãs diante da ofensiva dos talibãs. “Os Estados Unidos não podem participar e morrer em uma guerra em que nem o próprio Afeganistão está disposto a lutar”, asseverou o democrata, em discurso transmitido pela Casa Branca.

-Publicidade-

Leia também: “O inferno afegão em nova fase”, artigo de Dagomir Marquezi publicado na Edição 58 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro