Revista Oeste - Eleições 2022

CEO da Apple recebeu quase US$ 100 milhões de remuneração em 2021

O salário de Tim Cook foi quase 1.500 vezes maior do que o benefício pago aos funcionários de nível médio da empresa
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Apple
Foto: Divulgação/Apple

Só no ano passado, o CEO da Apple, Tim Cook, faturou quase 1.500 vezes mais do que os funcionários de nível médio da empresa. O salário dele, recebido em forma de dinheiro, ações e incentivos, chegou a US$ 98 milhões em 2021. A informação foi divulgada pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos na quinta-feira 6.

A maior parte do benefício, US$ 82 milhões, foi paga em forma de ações, que devem ser adquiridas em 2023. Entre os incentivos, Cook recebeu US$ 12 milhões por ter superado as metas financeiras internas da empresa.

Os quase US$ 100 milhões fizeram a fortuna do CEO da Apple crescer 550% no ano passado, na comparação com o que ele tinha guardado em 2020.

-Publicidade-

Os bônus do executivo, que tem salário-base anual de US$ 3 milhões, engordaram em razão do aumento da procura por produtos e serviços da Apple em 2021. A receita da empresa americana cresceu mais de 30% no ano passado, na comparação com 2020, chegando a US$ 366 bilhões. O movimento expressivo impulsionou as ações, fazendo o valor de mercado da empresa superar brevemente o patamar de US$ 3 trilhões neste ano.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.