China fala em ‘relações amistosas e de cooperação’ com Talibã

Regime comunista afirma que 'respeita o direito do povo afegão de decidir seu próprio destino'
-Publicidade-
Talibã recebeu sinal verde da ditadura chinesa
Talibã recebeu sinal verde da ditadura chinesa | Foto: Reprodução/Twitter

A ditadura comunista da China fez um aceno importante ao governo terrorista do Talibã, que retomou o poder no Afeganistão, no domingo 15, depois de 20 anos. Os dois países são vizinhos e têm 76 quilômetros de fronteiras em comum.

Em comunicado à imprensa, a porta-voz do regime chinês, Hua Chunying, afirmou que o país comandado por Xi Jinping “respeita o direito do povo afegão de decidir seu próprio destino e futuro e deseja seguir mantendo relações amistosas e de cooperação com o Afeganistão”.

Leia mais: “Fuga em aeroporto de Cabul, no Afeganistão, deixa mortos”

-Publicidade-

Ainda segundo o governo comunista, “os talibãs indicaram várias vezes a esperança de desenvolver boas relações com a China”. A porta-voz do regime informou ainda que a embaixada da China em Cabul “continua funcionando normalmente”.

Leia também: “China confirma pena de morte para canadense preso no país”

Como Oeste noticiou mais cedo, pelo menos três pessoas morreram nesta segunda-feira, 16, em Cabul, quando tentavam deixar o Afeganistão por meio do aeroporto da cidade. Os corpos foram encontrados na saída do terminal. Circulam na internet vídeos de milhares de pessoas tentando fugir nos aviões comerciais, enquanto o país era dominado pelo Talibã.

Leia também: “A tragédia do Afeganistão envergonha o Ocidente”, artigo publicado na Edição 73 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro