Depois de ataques, Trump sugere cortar relações com a China

Há poucos dias, laboratórios norte-americanos que estudam o coronavírus foram alvo de hackers chineses supostamente ligados a Pequim
-Publicidade-
O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente da China, Xi Jinping, num encontro bilateral | Foto: Divulgação/Casa Branca/Flickr
O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente da China, Xi Jinping, num encontro bilateral | Foto: Divulgação/Casa Branca/Flickr | O presidente dos EUA, Donald Trump, e o presidente da China, Xi Jinping, num encontro bilateral | Foto: DIVULGAÇÃO/CASA BRANCA/FLICKR

Há poucos dias, laboratórios norte-americanos que estudam o coronavírus foram alvo de hackers chineses supostamente ligados a Pequim

No início de abril deste ano, um documento da CIA informa: o Partido Comunista da China escondeu o potencial do coronavírus | Foto: DIVULGAÇÃO/CASA BRANCA/FLICKR

Em razão do tratamento que Pequim deu à pandemia de coronavírus e pelos recentes ataques de hackers chineses a laboratórios americanos que estudam a covid-19, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou ontem cortar “todas” as relações com o país asiático.

-Publicidade-

“Há muitas coisas que o governo americano pode fazer, como, por exemplo, cortar todas as relações”, observou o presidente durante uma entrevista coletiva na Casa Branca. Trump mencionou que essa possibilidade economizaria US$ 500 bilhões do dinheiro dos pagadores de impostos.

Tensão elevada

O clima entre os dois países fechou nas últimas semanas. Conforme publicou Oeste, empresas dos EUA voltadas para o desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19 teriam sofrido ciberataques vindos de território chinês. Sendo assim, a ofensiva poderia atrapalhar as pesquisas em andamento.

Além disso, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, garantiu recentemente possuir evidências de que o vírus surgiu num laboratório de Wuhan, primeiro epicentro da doença. No dia seguinte, ele foi acusado pela imprensa chinesa controlada pelo governo de “cuspir veneno”.

Não só, no início de abril deste ano, um documento da CIA informa: o Partido Comunista da China escondeu o potencial do coronavírus.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. A China vai pagar um alto preço nesta pandemia e talvez parta para a agressão militar. Eles tem como fazer isso. Vamos esperar os próximos movimentos.

  2. Essa briga deveria ser de todos os paises vítimas do vírus chinês, mas infelizmente só os EUA tem condições de enfrentar a China. Parabéns Trump.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.