Diretor da cerimônia de abertura da Olimpíada é demitido por ‘piada’ sobre Holocausto

Organizações judaicas se manifestaram exigindo uma retratação dos organizadores da Olimpíada e a demissão de Kentaro Kobayashi
-Publicidade-
O humorista Kentaro Kobayashi, de 48 anos, foi demitido pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio
O humorista Kentaro Kobayashi, de 48 anos, foi demitido pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Na véspera da abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio, programada para sexta-feira 23, o Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou a demissão do diretor responsável pelo evento inaugural, Kentaro Kobayashi. O motivo foi uma “piada” feita por ele há mais de 20 anos, em 1998.

Na ocasião, durante uma apresentação de humor, Kobayashi, que é comediante, fez uma performance na qual disse a frase: “Vamos brincar de Holocausto”. Uma reportagem publicada pelo jornal japonês Mainichi Shimbun resgatou a história, detalhando, inclusive, outras declarações de Kobayashi sobre o tema.

Leia mais: “Brasil só terá três pessoas na cerimônia de abertura da Olimpíada”

-Publicidade-

Várias organizações judaicas se manifestaram exigindo uma retratação dos organizadores da Olimpíada e a demissão do comediante. Pressionado, o Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio decidiu afastar Kobayashi.

“Nós descobrimos que Kobayashi, em sua própria performance, usou uma frase ridicularizando uma tragédia histórica”, justificou Seiko Hashimoto, presidente do órgão. “Pedimos profundas desculpas por causar tal constrangimento um dia antes da cerimônia de abertura dos Jogos e por causar problemas e preocupações a muitas partes envolvidas, bem como as pessoas em Tóquio e no resto do país.”

Leia mais: “Olimpíada de Tóquio tem a maior delegação brasileira de uma edição fora do país”

Por meio de um comunicado oficial, Kobayashi, de 48 anos, pediu desculpas por ter utilizado “expressões extremamente inadequadas quando era muito jovem”. O diretor da cerimônia de abertura olímpica lamentou não ter sido “capaz de fazer as pessoas sorrirem” e reconheceu ter “desrespeitado e causado desconforto”.

O comediante afirmou ainda que “agora está discutindo como gerenciar a cerimônia de abertura”.

Leia também: “Brisbane é eleita a sede dos Jogos Olímpicos de 2032”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. A pessoa é condenada por algo que disse a mais de 20 anos. Essas organizações agem com a mesma tática da esquerda, vasculham o passado como se ninguém pudesse mudar de opinião. Calam, censuram, fazem o mesmo que seus algozes nazista faziam e se acham no direito.

  2. Japa imbecil e inconveniente. Tema sensivel com o qual nao devemos aceitar piadas de nenhuma espécie. Confundiu-se , como tantos outros ditos ‘comediantes’ confundem, e deve pagar por isso. Repensar sobre ‘fazer humor’. Babaca!

    1. Cabe, sim, piada sobre qualquer assunto – esta é a função do humorista em um ambiente de liberdade de expressão. Caso contrário, qualquer coisa pode ser ofensiva para qualquer um – no final não se pode dizer nada, como vemos em nossos dias.

      E julgar alguém por algo que foi dito 20 anos atrás, em contexto completamente diferente? Ridículo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site