Doses de reforço frequentes da vacina prejudicam resposta imunológica

É o que advertiu a 'Anvisa' da União Europeia
-Publicidade-
Especialista afirma que não há dados que apoiem a necessidade de uma quarta dose da vacina
Especialista afirma que não há dados que apoiem a necessidade de uma quarta dose da vacina | Fotos: Myke Sena/MS

A “Anvisa” da União Europeia (EMA, na sigla em inglês) levantou dúvidas sobre a estratégia de vacinação contra a covid-19 com repetidas doses de reforço em curtos intervalos de tempo. O alerta foi feito por Marco Cavaleri, diretor para estratégia de vacinação da EMA, em entrevista coletiva na terça-feira 11.

Conforme o especialista, ainda não há dados que apoiem a necessidade de uma quarta dose da vacina. “Enquanto a aplicação de doses adicionais pode fazer parte de planos de contingência, vacinações repetidas em intervalos curtos não seriam uma estratégia sustentável de longo prazo”, disse.

Cavaleri advertiu que a estratégia de oferecer doses de reforço a cada quatro meses pode sobrecarregar a resposta imunológica dos indivíduos. Para ele, caso a necessidade de aplicação de repetidas doses seja comprovada, seria melhor espaçá-las, como é feito com as vacinas anuais contra gripe.

-Publicidade-

“Reforços podem ser feitos uma vez, talvez duas. Mas não são nada que devemos pensar que deva ser feito constantemente”, alertou. “Ninguém sabe exatamente quando o fim do túnel será alcançado, mas nós chegaremos lá”, observou. “Estamos no caminho para que o vírus se torne mais endêmico”.

Leia também: “A defesa da autonomia médica é essencial”, artigo publicado na Edição 93 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. E é por isso que estão fazendo tantas ameaças aos não vacinados: a grande maioria que tomou vacina uma hora vai cair na real que vacina não pode ser tomada com essa frequência que está sendo imposta e eu acredito que muita gente não vai entrar nessa de reforço a toda hora. Tá na cara que isso deve ser prejudicial. Qual o caminho? Encontrar meios de punir quem se recusar a ficar repetidamente tomando esse experimento insano.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.