Europa se torna maior importadora de armas

Quanto aos exportadores, os Estados Unidos lideram a lista, com 39%
-Publicidade-
Individualmente, Índia e Arábia Saudita compartilham a liderança como os maiores importadores
Individualmente, Índia e Arábia Saudita compartilham a liderança como os maiores importadores | Foto: Divulgação

A Europa registrou o maior aumento mundial na importação de armas nos últimos cinco anos, e a tendência aponta uma aceleração, segundo um relatório do Instituto Internacional para a Paz de Estocolmo (Sipri) divulgado nesta segunda-feira, 14.

Ao contrário das exportações de armas, que caíram quase 5% em todo o mundo no período de 2017 a 2021, comparado com o quinquênio anterior, a Europa apresentou um aumento de 19%, segundo o relatório.

De acordo com o Sipri, Ásia e Oceania são as principais regiões importadoras dos últimos cinco anos, com 43% das transferências bélicas e seis dos maiores importadores mundiais: Índia, Austrália, China, Coreia do Sul, Paquistão e Japão.

-Publicidade-

“As tensões entre China e muitos outros países da Ásia e Oceania são o principal motor da importação de armas na região”, indicaram os autores do informe, em um comunicado.

No Oriente Médio, segundo maior mercado, com 32% das importações mundiais de armas, o aumento foi de 3%, principalmente pelos investimentos do Catar, envolvido em tensões com seus vizinhos do Golfo.

Já nas Américas e na África, foram registradas fortes baixas em suas compras de armas, de 36% e 34% respectivamente, e cada um responde por cerca de 6% das importações de armas.

Individualmente, Índia e Arábia Saudita compartilham a liderança como os maiores importadores, cada um com 11%, acima de Egito (5,7%), Austrália (5,4%) e China (4,8%).

Quanto aos exportadores, os Estados Unidos lideram a lista, com 39%.

A Rússia permanece em segundo lugar, ainda que sua participação tenha caído a 19% nos últimos cinco anos, em grande parte pela queda nas compras da China, que agora é quase completamente independente das importações russas.

A França é o terceiro maior exportador, com 11%, enquanto China e Alemanha permaneceram em quarto e quinto lugares, com 4,6% e 4,5%, respectivamente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Interesse eua e da françaé provocar guerras para desovar armas e munições encalhadas. Jeito de mostrar ao pagador de imposto a necessidade de gastar trilhões com armas.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.