George Soros volta a criticar Xi Jinping

'Colidiu com a realidade econômica', declarou o empresário
-Publicidade-
Não se trata do primeiro ataque do filantropo ao líder chinês
Não se trata do primeiro ataque do filantropo ao líder chinês | Foto: World Economic Forum/Flickr

O empresário George Soros voltou a mirar a artilharia no secretário-geral do Partido Comunista da China (PCC), Xi Jinping. Segundo o bilionário, o líder do país asiático “colidiu com a realidade econômica” ao “controlar o mercado”.

“Investidores estrangeiros terão, com o tempo, um duro despertar para os problemas da abordagem chinesa”, escreveu Soros, em artigo publicado no jornal britânico Financial Times, na segunda-feira 30.

Entre as críticas de Soros está a regulação que o PCC vem promovendo nos mercados imobiliário e de educação privada. Conforme noticiou a Revista Oeste, a China comprou escolas ocidentais durante a pandemia.

-Publicidade-

Soros também afirma ser ruim a entrada do PCC no conselho da ByteDance, proprietária do TikTok. “Pequim terá acesso a um dos maiores tesouros de dados pessoais do mundo”, observou George Soros.

Filantropo, Soros é um dos doadores de movimentos de esquerda no mundo através de sua fundação, a Open Society. No Brasil, ele já repassou valores ao Instituto FHC, à página Quebrando o Tabu, entre outros.

Leia também: “Xi Jinping é o inimigo mais perigoso do mundo livre, diz George Soros”

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro