Hábito de tomar chá pode reduzir risco de morte, mostra estudo

A pesquisa, publicada na revista científica Annals of Internal Medicine, analisou cerca de 500 mil homens e mulheres
-Publicidade-
Tomar chá pode reduzir o risco de morte, segundo estudo do Colégio Norte-Americano de Médicos
Tomar chá pode reduzir o risco de morte, segundo estudo do Colégio Norte-Americano de Médicos | Foto: Reprodução/Flickr

Tomar pelo menos duas xícaras de chá preto por dia pode reduzir o risco de morte, conclui estudo publicado na revista científica Annals of Internal Medicine, do Colégio Norte-Americano de Médicos.

A pesquisa analisou cerca de 500 mil homens e mulheres entre 40 e 69 anos. De 2006 a 2010, os voluntários participaram do UK Biobank — o banco de dados biomédicos do Reino Unido que abriga informações genéticas e de saúde. Segundo o relatório, muitas pessoas ingeriam a bebida frequentemente. Alguns chegavam a consumir até dez xícaras por dia.

-Publicidade-

Depois do trabalho original, o Biobank fez um acompanhamento dos voluntários por aproximadamente dez anos. Os pesquisadores chegaram à conclusão de que as pessoas que bebiam duas ou mais xícaras de chá diariamente eram menos propensas a morrer por causa de doenças vasculares e doenças isquêmicas do coração.

Maki Inoue-Choi, a principal autora do estudo, diz que algumas razões explicam os benefícios do chá preto. “Há diversos mecanismos possíveis”, afirmou. “O chá é rico em compostos bioativos, que têm o potencial de diminuir o estresse oxidativo e a inflamação. Isso pode proteger contra algumas doenças, como câncer e enfermidades cardíacas.”

Leia mais: “Uma dose de álcool altera permanentemente o cérebro”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.