Revista Oeste - Eleições 2022

‘Já foi melhor’, diz Macron sobre relação entre França e Brasil

No G20, presidente francês reconhece afastamento entre os dois países, mas evita críticas a Jair Bolsonaro
-Publicidade-
Emmanuel Macron, presidente da França, admite que relação com o Brasil não é mais tão próxima
Emmanuel Macron, presidente da França, admite que relação com o Brasil não é mais tão próxima | Foto: Wikimedia Commons

As relações entre França e Brasil, países que sempre foram muito próximos, não vivem hoje seu melhor momento. A avaliação é do próprio presidente francês, Emmanuel Macron, que já se desentendeu publicamente com Jair Bolsonaro, principalmente por causa da agenda ambiental e de comentários feitos pelo líder europeu sobre o desmatamento na Amazônia.

Em 2019, durante um encontro do G20, Macron sugeriu abrir um debate sobre a responsabilidade de outros países pela proteção da Amazônia. Bolsonaro deu declarações duras na época, atribuindo o interesse da França a razões comerciais. O estopim da crise foi um comentário do presidente brasileiro sobre a esposa de Macron, Brigitte, publicado nas redes sociais.

-Publicidade-

Em Roma, onde participou da reunião de cúpula do G20, Macron foi indagado pelo UOL sobre o atual estágio das relações entre França e Brasil e se limitou a dizer: “Já foi melhor”.

“Não vou culpar ou felicitar ninguém. Acho que todos terão de ser mais eficientes para combater o desmatamento. Caso contrário, mataremos a biodiversidade e, acima de tudo, nossa capacidade de lutar contra emissões de CO2”, afirmou o líder francês ao ser questionado se o Brasil estaria fazendo sua parte no combate ao desmatamento. “Para mim, vamos matar o equilíbrio na região para as pessoas. Por isso, é muito importante ter mais cooperação e mais ambição em termos de proteção e preservação da Floresta Amazônica.”

Segundo Macron, preservar a Amazônia é um trabalho de “todos”. “Acho que nós todos trabalhamos para reduzir o desmatamento. A França, na Guiana, trabalha nesse sentido e para preservar povos autóctones. O que queremos é ampliar a cooperação com todos os países da região para caminharmos nessa direção”, disse.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.