Nadador trans quebra recordes femininos em competição da categoria

Lia Thomas, ex-Will Thomas, já disputou contra homens
-Publicidade-
O nadador trans Lia Thomas | Foto: Divulgação
O nadador trans Lia Thomas | Foto: Divulgação

Atleta, Lia Thomas tem impressionado o público. Aos 22 anos e parte do time de natação da Universidade da Pensilvânia (EUA), vem quebrando recordes no esporte universitário desde que passou a integrar o time feminino.

Lia já competiu na categoria masculina por três anos, quando ainda se chamava Will Thomas. Transexual, Lia trocou de grupo e passou a competir com mulheres, visto que se enxerga como uma.

No último fim de semana, na competição Zippy Invitational in Akron, realizada no Estado Ohio, Lia fez um tempo de 1 minuto e 41 segundos no 200-yard freestyle (o equivalente à competição de 200 metros livres).

-Publicidade-

Em linhas gerais, Lia ficou sete segundos à frente da segunda colocada, cravando o tempo mais rápido do país, de acordo com a universidade. No domingo, a nadadora trans registrou mais uma pontuação favorável.

Lia venceu o 1650-yard freestyle (1500 metros livres) com o tempo de 15 minutos e 59 segundos, mais de 38 segundos à frente de Anna Kalandadze, que ficou em segundo lugar, garantindo mais um recorde universitário.

Leia também: “Quando o movimento LGBT passa a odiar uma trans”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 59 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.