Narendra Modi e o caos na Índia

Primeiro-ministro do país coleciona desastres em sua gestão, mas segue com massivo apoio popular
-Publicidade-
Narendra Modi é apoiado por mais de 70% da população indiana
Narendra Modi é apoiado por mais de 70% da população indiana | Foto: Reprodução/Fotos Públicas

Em 24 de fevereiro de 2021, o estádio de críquete Narendra Modi, com capacidade para 132 mil espectadores, foi inaugurado na cidade de Ahmedabad, na Índia. Quem não está familiarizado com o noticiário político internacional não percebe que o nome atribuído à arena, construída para sediar os jogos do esporte mais estimado pelos indianos, é o mesmo do primeiro-ministro do país. Trata-se de uma homenagem, com o premiê ainda em vida.

-Publicidade-

Nos primeiros meses deste ano, a nação começava a recuperar-se das consequências econômicas causadas pela primeira onda de coronavírus. De acordo com o jornal britânico Financial Times, o produto interno bruto da Índia contraiu-se 23,9% entre abril e junho de 2020. Ao mesmo tempo, mais de 100 milhões de pessoas ficaram sem trabalho. Entretanto, o completo caos ainda não havia se estabelecido.

Apenas três meses após a inauguração do Narendra Modi Stadium, com a economia local em frangalhos, a Índia tornou-se o epicentro da covid-19. De fevereiro a maio deste ano, o país registrou mais de 10 milhões infectados — ao todo, há 20 milhões de pessoas acometidas pela peste chinesa no país. Nas últimas 24 horas, foram contabilizadas 412 mil novas infecções, além de 3.980 mortes. É o índice de óbitos mais alto desde o início da pandemia.

Nem tudo é tão ruim que não possa piorar, como diriam os pessimistas. De acordo com relatório divulgado pela rede Cable News Network (CNN), há subnotificação de mortes no país relacionadas à doença provocada pelo coronavírus. Ao contrário dos mais de 225 mil óbitos oficialmente admitidos pelo governo de Narendra Modi, a Índia já poderia ter ultrapassado 1 milhão de mortes — número cinco vezes maior, portanto.

Não obstante a fracassada política econômica e a desastrosa gestão da pandemia, o primeiro-ministro da Índia segue com massivo apoio popular. Segundo o Financial Times, uma pesquisa de opinião realizada em janeiro de 2021 mostrou que Narendra Modi tem índices de aprovação acima dos 70%. O alto número de desempregados no país e a escalada de mortes em decorrência da covid-19 não devem alterar, substancialmente, a popularidade do premiê.

Leia também: “Confira os números da covid-19 no Brasil e no mundo”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site