OMS alerta para crescimento da covid na Europa

Escalada de casos também ocorre em países com alta cobertura vacinal
-Publicidade-
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom | Foto: Reprodução/Flickr

A Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou, na sexta-feira 12, que as contaminações e mortes relacionadas à covid-19 estão crescendo na Europa. O diretor-geral do órgão, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que foram confirmadas quase 2 milhões de infecções no continente na última semana.

“Quase 27 mil mortes foram relatadas na Europa, mais da metade de todas as mortes por covid-19 em todo o mundo na semana passada”, afirmou Tedros Adhanom. Segundo sua fala, escalada de casos ocorre tanto em países com alta cobertura vacinal quanto naqueles em que a campanha de imunização não avançou muito.

-Publicidade-

“Este outro lembrete, como já dissemos repetidamente, de que as vacinas não substituem a necessidade de outras precauções”, acrescentou. De acordo com o diretor-geral, a OMS recomenda o uso “proporcional” de recursos como testagem e distanciamento social. “Com a combinação certa de medidas, é possível para os países encontrarem o equilíbrio entre manter a transmissão baixa e manter suas sociedades e economias abertas”, concluiu.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. passou da hora de fazer uma atualização sobre a condução da covid na Suécia. Por favor! Já tive indicações que os resultados estão bons por lá.
    Vejo que ao fazer uma reportagem assim se investigue que tipo de população sucumbiu. Foram vacinados mas possuem comorbidades? Como a covid é uma doença inflamatória e as vacinas (coronavac não, mas lá não tem) foram feitas a partir da proteína spike que desencadeia a reação (e que sofre mutação), a vacina pode ter desencadeado reação em pessoas que (sabiam ou não) ter tido a doença. Uma doença que mais de 70% das pessoas não apresentam sintomas, e que pode desencadear resposta inflamatória de graus diversos, dependendo de cada tipo de organismo, e que dependendo da capacidade de resposta de cada organismo (com relação a idade das pessoas, comorbidades, obesidade ou não, histórico de atividade física e etc) ao entrar em contato com o fragmento do vírus que causa a doença; é no mínimo irresponsável que o Estado exija que as pessoas se vacinem. Diria criminoso pois acho mais adequada essa palavra. Qual o real resultado se espera ao vacinar uma pessoa que esteja com altos níveis de anticorpos? A pessoa tem defesa sentinela pra identificar partes do vírus que inclusive não estão na vacina. A reação, dependendo dos moduladores inflamatórios que a pessoa tem, podem desencadear na doença já em fase inflamatória. Não vejo inteligência nessas ações, ao contrário.

    1. Mais um Phd, formado pelo WhtassApp, que sabe mais que milhares de cientistas e instituições centenárias de altíssima credibilidade.

      Mas a respeito de quem vota em genocida e o defende não podemos esperar inteligência.

  2. Imagina se começarem a contar, todos os dias, o número de mortos e infectados de todas as doenças que existem no mundo? Tempos chatos que estamos vivendo. Faça o que estiver ao seu alcance e siga em frente.

  3. Não sou “cientista”, mas não seria mais econômico testar a população com exames de anticorpos neutralizantes, a ficar aplicando vacinas caras, não totalmente e cientificamente testadas, e com laboratórios como a PFIZER que não se responsabilizam por efeitos adversos? Esta ficando complicado ver “cientistas da mídia”, recomendando a vacina da Pfizer para crianças de 3 anos. Qual a consequência ao vacinar uma criança que já foi infectada, assintomática e portanto com anticorpos neutralizantes? Para que vacinar essa população de baixíssimo risco se ainda há no mundo quem não tenha recebido sequer 1a. dose?

  4. E o que esse imbecil quer dizer é: vacina, mascara e distanciamento para sempre.
    Ê o modo de vida a partir de 2020. E quem não seguir, será perseguido. E o pior: a própria população é vigilante nesse sistema autoritário. Tempos invernais.

  5. Inverno chegando na Europa, qual a novidade que as doenças aumentam nessa época? Testes de PCR já provaram que nada significam, trancar todo mundo em casa só piora a imunidade e arrebentam as famílias, vacinas experimentais mais matam do que a doença… Eita, tanta ignorância que “dá” até dó!

  6. É bom que este alerta chegue ao Brasil porque já estão preparando festanças para o carnaval e provavelmente, para o fim de ano também.

  7. E a vacina? Não está funcionando? Vão ter que aplicar a 3*, 4*, 5*, 6* …… 21* ….. dose? Exigir passaporte para a 15* dose? Ou esse pessoal da OMS revê essas política de reclusão e vacinação ou, teremos insatisfação social generalizada e violenta ou uma ditadura generalizada. As duas coisas são muito ruins. Talvez seja isso que querem para justificar um fascismo ou nazismo do BEM.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.