Parlamento da Polônia veta ideologia de gênero no país

Projeto define o conceito de família como ‘a união entre um homem e uma mulher’
-Publicidade-
A Polônia rejeita as pautas globalistas
A Polônia rejeita as pautas globalistas | Foto: Reprodução/Flickr

A câmara baixa do parlamento polonês votou a favor de um projeto de lei conhecido como “Sim à família, não ao gênero”, proposto por uma coalizão liderada pelo instituto conservador Ordo Iuris. O documento define o conceito de família como “a união entre um homem e uma mulher”; defende a vida da criança “antes e depois do nascimento”; e dá aos pais o direito à educação dos filhos resguardando suas convicções, principalmente morais e religiosas. A aprovação integral do projeto depende, agora, das considerações da Comissão Parlamentar de Relações Exteriores e Comissão de Justiça e Direitos Humanos do país.

Leia também: “Polônia restringe o aborto, e feministas bloqueiam cidades”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Não tenho nada contra a Polônia e vejo a medida com naturalidade. Afinal, quem já viu um debate sério sobre essa questão? E muitas outras questões também… Estamos cansados de saber que muitas coisas são colocadas goela abaixo, mesmo à força, quase sempre sem argumentos minimamente convincentes.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.