Partido Comunista impede vitória da oposição em Hong Kong

Ditadura aprova leis que favorecem o regime do secretário-geral Xi Jinping
-Publicidade-
O secretário-geral do PCC, Xi Jinping
O secretário-geral do PCC, Xi Jinping | Foto: Reprodução

O Partido Comunista da China (PPC) aprovou mudanças nas leis eleitorais de Hong Kong. Em linhas gerais, os novos dispositivos impedem a participação de políticos pró-democracia. Por outro lado, legendas a favor de Pequim terão mais poder para escolher líderes locais no território independente. A decisão só foi possível graças a sessão no Congresso do Povo, controlado por autoridades da ditadura chinesa.

As mudanças se baseiam em uma ampla lei de segurança nacional imposta a Hong Kong depois meses de protestos, acabando com a já limitada democracia da ex-colônia britânica. Atualmente, a presidente-executiva de Hong Kong é Carrie Lam, que pode tentar a reeleição no início do ano que vem. Antes disso, o PCC estuda adicionar mais cargos ao Comitê Eleitoral de modo a garantir maioria, com a finalidade de escolher uma liderança a favor do regime comunista.

-Publicidade-

Leia também: “Chegou a hora de enfrentar a China — e a Rússia”, artigo de Bruno Garschagen publicado na Edição 18 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. É triste lermos sobre o que acontece com os honcongueses. Enquanto isso, aqui no Brasil, somente o armamento da população poderá nos manter com a esperança de uma nação livre.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.