Polícia de Paris reprime protesto contra o passaporte vacinal

Manifestantes agiram inspirados pelo movimento de caminhoneiros canadenses Freedom Convoy
-Publicidade-
Protesto francês "Freedom Convoy"
Protesto francês "Freedom Convoy" | Foto: Youtube/ Reuters

A polícia de Paris, na França, usou gás lacrimogênio para reprimir um protesto na avenida Champs-Élysées neste sábado, 12. Os manifestantes protestavam contra a exigência do passaporte vacinal em locais fechados, como restaurantes. De acordo com a agência de notícias Euronews, o ato foi inspirado no “Freedom Convoy” (Comboio da Liberdade, em português), uma espécie de “buzinaço” organizado por caminhoneiros canadenses.

O movimento no Canadá, que começou em janeiro, causou o bloqueio de importantes partes de Ottawa, a capital do Canadá, nesta semana. Como resultado, mais de 20 pessoas foram presas e cerca de 1,3 mil multas foram emitidas contra os manifestantes.

Para impedir a realização do protesto, a polícia de Paris fez blitz nas principais estradas que levam para a capital francesa. As autoridades dizem que impediram que 500 veículos entrassem na cidade para a manifestação, mas alguns conseguiram passar pelos bloqueios por meio das estradas locais.

-Publicidade-

Além de buzinas, os motoristas travaram o trânsito com veículos e algumas pessoas subiram no telhado dos automóveis para protestar. Depois disso, a polícia usou gás lacrimogênio para dispersar os cidadãos franceses. Foram emitidas mais de 300 multas para os motoristas envolvidos no protesto “Freedom Convoy”.

Assista ao vídeo da agência de notícias Reuters:

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Depois que estes comunas desarmam a população, eles fazem o que querem, aumentam tanto os impostos que o povo vira escravo.
    Ditadores progressistas…

  2. Engraçado observar que em mais de 15 dias de protestos pacíficos, com muita interação entre as pessoas, todas sem máscaras e provavelmente uma concentração de “não vacinados”, não foram relatados casos do vírus chinês no Canadá… Doriana deixará como legado apenas um tatuzão de 1 milhão de dólares totalmente inutilizado (isso é gestão, acelera!!!!)

  3. Macron tiranete medíocre… assim como Tudreau no Canada. dois medíocres que não tem a envergadura para ocuparem o cargo em que estão. dois globalistazinhos de merda.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.