-Publicidade-

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita é acusado por ONG de crimes contra a humanidade

Repórteres sem Fronteiras apresentou denúncia contra Mohammed bin Salman à Procuradoria-Geral de Karlsruhe, na Alemanha
Mohammed bin Salman é acusado de envolvimento em assassinato de jornalista crítico do regime
Mohammed bin Salman é acusado de envolvimento em assassinato de jornalista crítico do regime | Reprodução

A ONG Repórteres sem Fronteiras formalizou na segunda-feira 1° uma denúncia contra o príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, por “crimes contra a humanidade”.

A acusação foi apresentada à Procuradoria-Geral de Karlsruhe, na Alemanha, segundo informações publicadas pela Deutsche Welle. A ONG também denunciou quatro funcionários do alto escalão do regime saudita por participação no assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, em 2018, na Turquia.

Leia também: Arábia Saudita solta mulher presa há três anos por defender o direito de dirigir

Bin Salman também foi acusado pela entidade de perpetrar uma “perseguição generalizada e sistemática contra os jornalistas”. A denúncia teve como base um relatório de inteligência divulgado na semana passada pelo governo dos Estados Unidos. A Procuradoria ainda não se manifestou sobre as acusações.

O regime saudita voltou a negar o envolvimento do príncipe herdeiro na morte de Khashoggi e classificou o relatório dos EUA de “inexato”.

A Alemanha segue o princípio da jurisdição internacional, o que lhe permite julgar crimes contra a humanidade cometidos em qualquer outro país. Há alguns dias, um ex-agente secreto da Síria foi condenado por uma série de torturas praticadas pelo regime do ditador Bashar al-Assad.

Khashoggi foi assassinado em 2 de outubro de 2018 em Istambul. Seu corpo nunca foi encontrado.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

    1. Hahahaha… Eu ia dizer isto! Acho que, inclusive, as 300 concubinas dele estão também preocupadas. Não vão nem dormir hoje.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.