Rede social agrícola é criada por jovens na Argentina

15 dias após lançamento, plataforma já tem 5 mil usuários no país e no Uruguai
-Publicidade-
Trinque tem objetivo de conectar pessoas do setor agropecuário | Foto: Divulgação/Mídias Sociais
Trinque tem objetivo de conectar pessoas do setor agropecuário | Foto: Divulgação/Mídias Sociais

Pensando em criar um ambiente para troca de informação e conexão entre pessoas que fazem parte do setor agropecuário, dois jovens argentinos criaram a rede social Trique. Depois de 15 dias do lançamento, a plataforma conta com 5 mil usuários na Argentina e no Uruguai. A iniciativa tem o apoio da bolsa de valores e da Câmara de Arbitragem de Cereais de Rosário, ambos na Argentina.

Leia mais: “Donald Trump processa redes sociais”

A Trique é gratuita e tem como missão “gerar um espaço digital colaborativo, onde os usuários possam se expressar, informar, oferecer e receber ajuda e gerar vínculos livremente”, explica Ilan Krischcautzky, contador especializado em agronegócio e um dos fundadores da Trique. A rede social não substitui outras plataformas de interação digital, “mas complementa as existentes, pois proporciona um novo ecossistema, onde se encontram agrônomos, produtores agrícolas, veterinários, estudantes, prestadores de serviços e instituições do setor”, explica.

-Publicidade-

Leia também: “Usuária receberá indenização de R$ 20 mil por censura do Facebook”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

  1. Exemplar iniciativa desses jovens mas eles terão um grande obstáculo pela frente, como acontece em qualquer país socialista. Essas nobres iniciativas sempre dão com os burros n’água nesses lugares, infelizmente. Mas tem que tentar, jamais desistir.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro